CASO DE POLÍCIA - Motéis de Caxias usados para prática de abortos.

O enfermeiro responsável por centenas de abortos clandestinos em Caxias, usava motéis da cidade para iniciar o processo abortivo. Segundo as denunciantes, após fechar o "contrato" em valores que chegavam até a cinco mil reais segundo as vítimas, o enfermeiro as levava para motéis da cidade. No Motel, após manter relações sexuais abusivas com as mesmas, o que ocorreu em alguns casos, o enfermeiro introduzia citotec na vagina das vítimas, medicamento que provoca o processo abortivo. Após a ação do medicamento, que se dava com o sangramento, as vítimas eram atendidas em hospitais da cidade onde o enfermeiro prestava serviços e lá o próprio criminoso realizava a curetagem, processo de remoção do feto morto. O fato já é do conhecimento da polícia que deverá iniciar as investigações ouvindo as pessoas que sofreram a nefasta ação do enfermeiro que usa o sobrenome de uma família tradicional da cidade. Outras mulheres que quiserem denunciar de forma anônima o blog disponibiliza este contato: (61)99576-3399 que o nome será reservado no mais absoluto sigilo.

Postar um comentário

0 Comentários