"ABORTOS EM SÉRIE EM CAXIAS" - Jovens denunciam diretor de Hospital da Região

Ilustrativas. 

Dezenas de mulheres de Caxias resolveram por enquanto de forma anônima "abrir o bico". A denúncia chegou até a Tv Band Caxias e Tv Cidade Record e envolve a figura de um enfermeiro responsável pela direção de um hospital da região.

Segundo as mulheres, o enfermeiro cobrava 5.000.00(Cinco Mil Reais), para fazer um aborto. Ainda segundo as denunciantes anônimas, o enfermeiro atuava no fornecimento às mulheres de Citotec entre outros remédios fatais, que segundo elas, na gestão passada seria feita na Maternidade Carmosina Coutinho e Geral, onde trabalhava o enfermeiro.

Ainda de acordo com as mulheres que interromperam a gravidez, além do fornecimento desses remédios com o valor acima mencionado, o enfermeiro teria levado as mesmas para um motel da cidade. No motel em alguns casos, essas mulheres denunciaram que em alguns casos abusava delas após introduzir os comprimidos na vagina e que em poucos dias provocava sangramento. Ainda segundo as denunciantes anônimas, com o sangramento, o enfermeiro ainda mordia as partes nos hospitais onde trabalha.

As mesmas informaram que o "combinado" era a ida espontânea das mulheres sem sangramento ao hospital onde já se encontrava o enfermeiro e fazia o atendimento. "O fato é que o cara recebia cinco mil para fazer aborto. Levava para o hospital, fornecia citotec. Quando as mulheres começam a sangrar elas iam até ele e ele fazia o aborto como se fosse um aborto espontâneo" relatou uma delas.

As mulheres arrependidas devem entrar em contato com a Secretaria da Mulher.

Postar um comentário

0 Comentários