"ESTRANGULOU" - Suspeito de matar jovem ao negar manter relações sexuais é preso no Maranhão

O caso continua sendo investigado para confirmar a motivação e as causas do crime. 


O suspeito de matar a jovem Thays Andrade da Silva, de 26 anos, no município de Bom Jardim (184 km de São Luís), foi preso pela Polícia Civil, nesta terça-feira (20).

Ele foi identificado como Daniel Santos Sousa, de 22 anos, e era filho de criação do padrasto da vítima.

Segundo informações, ela foi encontrada morta nessa segunda-feira (19), em seu próprio quarto. Thays trabalhava como secretária na Escola Municipal Ney Braga.

A Polícia Civil encontrou Daniel Santos em um casebre no povoado Vila Abreu, zona rural daquele município. Ele já possuía passagens pela polícia pelo crime de furto e estava preso no Centro de Ressocialização de Zé Doca. Daniel havia sido liberado no dia 2 de agosto.

Segundo o delegado Elson Ramos, titular da Delegacia Regional de Santa Inês, o suspeito confessou o crime e contou que estrangulou a vítima porque ela não queria manter relações com ele.

O corpo foi encaminhado para São Luís, onde deve ser realizada uma autópsia. O caso continua sendo investigado para confirmar a motivação e as causas do crime.

Postar um comentário

0 Comentários