"CASO NEYMAR" - Se presa, Najila pode dividir cela até com assassinas e abusadoras por anos

Ilustrativa. 
A modelo Najila Trindade, de 26 anos, ficou conhecida em todo o Brasil por acusar o craque Neymar de abuso ou agressão. No entanto, a cada dia, a situação dela fica mais difícil. Neste sábado, 8 de maio, inclusive, o novo advogado dela ameaçou abandonar o caso, como você leu aqui no 1 News.

De acordo com ele, caso Najila não apresente as provas que garante ter ate´essa semana, ele deixará a defesa da modelo. Apesar disso, o profissional voltou a dizer que acredita na jovem.

Se Najila mentiu e isso for comprovado, ela pode responder a pelo menos dois crimes. Um deles é a falsa comunicação de crime, cujo código penal prevê pena de até um ano de prisão. O outro é o chamado falso testemunho. Nesse caso, a pena pode chegar até a quatro anos de prisão. A modelo, vale dizer, já deu dois testemunhos oficiais à polícia Civil de São Paulo, que investiga o caso.

Najila ainda tem mais um problema. A jovem não teria nível superior. Ela teria sido acionada também pela Escola Panamericana de Artes, onde tem uma pendência de  4.160,77 reais,  um mês antes do caso de suposto abuso ser registrado da polícia.

No entanto o processo segue em trâmite, já que oficiais de justiça ainda não conseguiram citá-la.
A legislação brasileira prevê que apenas quem tem nível superior tenha a chamada ‘prisão especial’.

Desse modo, em uma possível condenação, Najila ficaria junto às presas comuns. Em um presídio, é claro, há todos os tipos de presos, passando de crimes pequenos e chegando aos de abuso e assassinato.

Vale lembrar que, oficialmente, Najila ainda é considerada vítima pelas autoridades.  Caso Neymar seja condenado e preso, o mesmo vale para ele, já que o jogador não tem o chamado “terceiro grau”.

1 News

Postar um comentário

0 Comentários