Garota de programa é presa após chantagear cliente pelo WhatsApp

Iane Silveira de 22 anos

Iane Silveira Melo, de 22 anos, é acusada de cobrar R$ 5 mil de um cliente para que o encontro entre os dois fosse mantido em segredo

A modelo Iane Silveira Melo, de 22 anos, de Pernambuco, será indiciada pela delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos por extorsão. A suspeita, que também trabalha como garota de programa, é acusada de cobrar R$ 5 mil reais de um cliente para que o encontro entre os dois fosse mantido em segredo. A modelo foi presa no dia 18 de agosto dentro da empresa de telemarketing onde trabalhava.
Em entrevista ao site Extra Online, o delegado Eronides Alves, responsável pelas investigações, afirmou que Iane mantinha um perfil em um site de acompanhantes de Recife onde anunciava seus serviços. O valor cobrado pelo programa era de R$ 200. Segundo o delegado, a vítima entrou em contato com a modelo em julho e marcou um encontro. Porém, o homem mudou de ideia e acabou desmarcando. A partir daí, Ione começou a persegui-lo.

Em uma das mensagens trocadas pelo WhatsApp, Iane pede para a vítima enviar uma foto do montante de dinheiro. O homem pede para que a modelo não misture família com dinheiro, mas ela diz que quer o valor imediatamente para que ele “tenha paz”. Também diz que viu foto do bebê dele, e que o achou “muito lindo”, com o objetivo de pressioná-lo. A vítima chega a relatar que não conseguiu dormir durante uma noite porque passou mal, mas a modelo continua irredutível. O homem também tentou prorrogar o prazo da entrega do dinheiro, pois estaria em Sergipe a trabalho, sem sucesso.
Foto: Reprodução
Modelo chantageou vítima pelo WhatsApp
Ainda de acordo com o delegado, Iane negou as acusações, mas no celular dela estavam as mesmas fotos que constavam no site de acompanhantes. Um dia após a prisão, a Justiça concedeu liberdade provisória para a acusada e determinou que ela devolvesse R$ 2.500 à vítima.

Fonte: Com informações do Extra Online/Gazeta on line

Postar um comentário

0 Comentários