Governo visita e avalia projetos da área rural de Timon


“Conheci uma realidade positiva que comprova que é possível desenvolver a agricultura familiar no Maranhão”. Essa foi a avaliação do secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, após visitar projetos agrícolas, na sexta-feira (13), em áreas de assentamentos viabilizados pelo Crédito Fundiário, na zona rural de Timon, a cerca de 370 km de São Luís.
Um dos projetos visitados fica no assentamento Buritizinho, onde 25 famílias cultivam maracujá, cheiro verde, quiabo, melancia, feijão e milho, em uma área irrigada de 12 km de extensão. A produção tem destino certo: o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), criados pelo Governo Federal para garantir o acesso à alimentação.
O PAA, criado em 2003, compra os produtos dos agricultores para atender pessoas em situação de risco nutricional como indígenas, quilombolas e acampados. No PNAE, a produção dos agricultores é destinada à merenda escolar das redes públicas.
A agricultora Ana Célia, do assentamento Buritizinho, ressalta que tem rendimentos mensais superiores a um salário mínimo, mas tem a esperança de melhorar a produção e ampliar a comercialização, com os novos incentivos na agricultura familiar.
No povoado Cohebe II, o secretário Adelmo Soares visitou a pequena fábrica da Cajuína Humaitá, que produz, artesanalmente, mil unidades por dia. O produtor Manoel Mendes espera melhorar as instalações físicas da fábrica e ampliar a produção para duas mil unidades. Segundo ele, a cajuína é vendida para todo o Brasil e outros países.

Sementes selecionadas
Outro projeto visitado pelo secretário e sua equipe foi no sítio São Judas Tadeu, onde Adelmo Soares conheceu o trabalho de 25 anos do servidor aposentado da Embrapa, Ivo Pinto, que produz sementes de milho e do feijão-caupi (BRS Aracê e BRS Guariba). “O Aracê eu trouxe dos Estados Unidos. É de excelente qualidade, mas ainda não está no mercado. Brevemente, será lançado com perspectiva de grande produção”, explica o produtor;
Leite é vida
Um projeto de produção de leite caprino, na Comunidade Mata Passos, também recebeu a visita do secretário Adelmo Soares. O projeto faz parte do programa Leite é Vida e ajuda no combate à fome e à desnutrição infantil. Foi retomado pela prefeitura de Timon, beneficiando 25 famílias de produtores. Cada uma recebeu três cabras matrizes e um bode reprodutor de puro sangue para iniciar a pequena criação, além de capacitação sobre o manejo reprodutivo e produtivo das cabras.
Adelmo Soares gostou dos projetos visitados e encorajou os trabalhadores a manter suas produções, apostando em mais assistência no campo, uma das metas do Governo do Estado para melhorar a qualidade de vida das comunidades rurais.

Postar um comentário

0 Comentários