Flávio Dino suspende pagamentos de convênios, mas deixa liberar R$ 1 milhão para Caxias: Por Luis Pablo


Por Luís Pablo  Política


Família Coutinho recendo os privilégios de Flávio Dino: Humberto, Cleide e Léo
Família Coutinho recendo os privilégios de Flávio Dino: Humberto, Cleide e Léo
Os primeiros atos da “moralidade” que o novo governador do Maranhão pretende fazer já começam a aparecer. Detalhe: com apenas 8 dias de governo.
Flávio Dino (PCdoB) suspendeu, assim que assumiu o comando do Estado, 400 pagamentos feitos durante a gestão de Arnaldo Melo, alegando indícios de irregularidades num total de R$ 50 milhões.
O comunista encaminhou um ofício ao superintendente do Banco do Brasil no Maranhão, João Batista de Sá Ayres, solicitando a suspensão dos pagamentos que foram realizados nos dias 29, 30 e 31 de dezembro.
Tudo foi suspenso. Aliás, quase tudo foi suspenso.
Blog do Luis Pablo apurou que desses pagamentos, apenas um convênio não foi barrado por Flávio. O município de Caxias, administrado por Léo Coutinho, sobrinho do deputado Humberto Coutinho, foi poupado pelo novo governador.
Flávio não incluiu Caxias no rol dos 400 convênios suspensos e deixou o Banco do Brasil liberar R$ 1 milhão no dia 29 de dezembro para prefeitura.
O município de Caxias teve o pedido de pagamento efetivado no dia 26 de dezembro e recebeu o recurso através do fundo a fundo no dia 29. Tudo combinado, conforme manda o figurino.
O mais interessante é que a prefeitura administrada pelo aliado de Dino foi liberada para receber um milhão no apagar das luzes no Governo Arnaldo Melo. Já os outros municípios o atual governo disse que houve irregularidades.
Ao que parece, o novo governador soube fechar os olhos quando houve interesse em questão. É como se as velhas práticas não fosse mudar.
fonte: blog do luis pablo

Postar um comentário

0 Comentários