E agora Roberto Costa? Presidente do PMDB reforça tese de Andrea Murad











De O Estado – O presidente do PMDB no Maranhão, ex-deputado Remi Ribeiro, acredita que o grupo político da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB) e do governador Arnaldo Melo (PMDB) tem totais condições de lançar uma candidatura própria para a eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, que ocorrerá na primeira semana de fevereiro de 2015.
Remi Ribeiro enfatiza que a coligação que apoiou a candidatura do senador Lobão Filho (PMDB) ao Governo do Estado elegeu 29 deputados estaduais, ou seja, a maioria, e que, apesar de algumas adesões pontuais ao adversário, pelo menos tecnicamente permanece com a maioria na Casa. Portanto, ele não enxerga motivos para que o grupo político se reserve à prerrogativa de lançar candidatura própria.
“Entendo que o povo do Maranhão nos colocou na oposição no Executivo, mas nos deu também uma representatividade enorme no Legislativo, com votação expressiva de nossos deputados. Portanto, não vejo por que apoiar um candidato que está sendo indicado pelo governador. Não vejo motivos para abrirmos mão de uma candidatura. Essa é a minha opinião pessoal, mas ressalto que a executiva ainda não se reuniu para discutir o tema”, disse.
O peemedebista afirmou que nem mesmo as propostas do deputado eleito Humberto Coutinho (PDT), candidato único ao pleito até o momento, podem ser consideradas razoáveis, no campo político.
“O que tenho ouvido e lido é que haverá um almoço por mês com o governador Flávio Dino. Isso para mim não quer dizer que irá mudar os rumos da política e sinceramente, nem é uma coisa que deve agradar os deputados. Quem votou nos deputados foram os eleitores do Maranhão e não o governador, esse é meu ponto de vista”, completou.
Divergência ­ O posicionamento Remi Ribeiro a respeito da eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, ocorreu logo após ter sido exposta uma divergência entre a deputada eleita Andrea Murad (PMDB) e o deputado Roberto Costa (PMDB).
Andrea conclamou o seu grupo político a lançar uma candidatura que faça o contraponto a Humberto Coutinho. Ela afirmou que está disposta a unir buscar um consenso com os deputados novatos.
Já Roberto Costa, afirmou que não irá se opor ao pedetista, desde que seja respeitado, na formação da Mesa, o tamanho e o peso de cada bancada. As declarações de Remi Ribeiro, chancelam o posicionamento de Murad.
fonte: blog do Jorge Aragão e O Estado

Postar um comentário

0 Comentários