CAXIAS - Presidente Teódulo reclama de comportamento inadequado e pede que parlamentares respeitem mais a população

Na sessão da manhã dessa segunda-feira (31), o vereador Teódulo Aragão (PP), presidente da Câmara Municipal de Caxias (CMC), que esteve ausente na última sessão do parlamento caxiense devido a problema de saúde do filho, retornou ao comando dos trabalhos parlamentares. Desde o início da reunião, o presidente demonstrou a sua insatisfação com os fatos ocorridos na última segunda-feira, quando parlamentares chegaram a adotar uma postura pouco condizente da esperada por ele dentro do legislativo, discursando ou fazendo apartes em tons acalorados. Aproveitando o momento do grande expediente, o presidente da CMC chamou a atenção de seus pares para que sigam protocolarmente o que está estabelecido no regimento interno da casa, cumprindo o prometido a cada um dentro da sessão, ou seja, cinco minutos para usarem a palavra livremente no pequeno expediente, e, no grande expediente, usar o tempo pelo espaço de 15 minutos, dentro dos quais poderá facultar ou não apartes aos colegas no plenário, mas usando da palavra sem a necessidade de elevar o tom e rigorosamente respeitando o tempo à disposição de todos. “Esta casa tem um sistema de som muito bom e não está com defeito. Por isso não há necessidade de gritarmos, não há necessidade nenhuma de qualquer alteração. É verdade que qualquer um pode se expressar de forma mais ativa, mas precisamos ter mais resiliência, ter respeito por todos os pares. Aqui não tem nenhuma criança e, acima de tudo, devemos ter respeito ao povo, que não está aqui presente. O povo não está em suas casas de forma remota para escutar gritos, e sim uma discussão saudável em prol da população. A nossa casa, essa legislatura, não está aqui para ser governo ou oposição. Aqui não é um circo. Nós estamos aqui para fazer um bom trabalho, e eu peço a todos que tenham, no mínimo, respeito para com o povo caxiense”, disse. Fonte: Ascom CMC.

Postar um comentário

0 Comentários