"PEGA FOGO" - Famem: Fabio Gentil cresce com musculatura em detrimento da inércia do PDT nas eleições de São Luís

A presidência da FAMEM, está acirrada… Fazia tempo que não existia nenhuma movimentação tão tensa a respeito das eleições da instituição, até porque, sempre eram cartas marcadas e todos já sabiam o resultado final. Desta vez, a história está sendo diferente… Ninguém sabe ao certo o que vai dar… Por um lado temos Erlânio Xavier (atual presidente), cria do Senador Weverton Rocha (PDT) que sonha em sentar na cadeira do executivo estadual, por outro lado temos Fabio Gentil (Republicanos), pessoa de confiança do Governador em exercício Carlos Brandão (Republicanos). Já tivemos baixa de um diretor da chapa de Erlânio que aderiu a chapa de Gentil e também já tivemos uma baixa de gentil e consequentemente, como forma de provocação, um prefeito do partido Republicanos ingressou a chapa de Erlânio… A diferença está bem ai… enquanto Carlos Brandão, Fabio gentil e Cia estão trabalhando com seriedade, com articulação e comprometimento com os prefeitos e somando a cada dia, o grupo de Erlânio vem desdenhando e tirando “sarro”…
Sabemos que em partes, a FAMEM não deixa de ser um passaporte para pelo menos um cargo de deputado estadual e federal em 2022 preferido pelo presidente da instituição, bem como, será um forte aliado para as eleições do executivo estadual e nesse quesito específico, temos dois nomes fortes, Carlos Brandão, por está ocupando a cadeira do executivo, Weverton Rocha (PDT) que pensa que os milhões de votos que tirou para o senado é fruto apenas do seu trabalho e esquece que o Governador Flávio Dino (PCdoB) o colocou debaixo do braço e de quebra ainda levou Eliziane Gama que só entrou por conta do governador.. Ora, mesmo ocupando o cargo de senador e com o poder que Flávio Dino deu ao longo dos anos, com secretarias, autarquias e o próprio mandato de senador, isso não o credencia a ocupar a cadeira do executivo, pelo contrário, o pedestal e o endeusamento feito pelo próprio Senador Weverton Rocha, só atrapalha, pois, ele vive o momento de fazer apenas seu nome e o do seu partido, trancando oportunidades de alianças com outros partidos que seu ego inflamado não permite.
Entretanto, sua forma de conduzir inclusive às eleições de São Luís, ocasionando a derrota de Duarte Júnior (republicanos), só demonstrou que Weverton Rocha, não está nem aí para o seu grupo, só quer a todo custo olhar para o seu próprio umbigo, dessa forma, seu aliado Erlânio Xavier, que pleiteia a renovação do seu mandato na FAMEM, derrete todo santo dia, pois, mesmo com 42 prefeitos eleitos no Maranhão com a ajuda do Senador Weverton, poucos são do PDT e isso preocupa aqueles prefeitos eleitos que não integram aos quadros do partido e enfraquece a base de Erlânio que se sente insegura, mesmo tendo parte das articulações da FAMEM e o aconchego do senador. Agora vejam o cenário dos que acompanham a chapa 2 de Fabio Gentil. Ele é nada mais nada menos que prefeito de onde? Caxias. Foi eleito com quase 80% dos votos no município, mais precisamente 78,17%, que totalizam 62.075 votos, enquanto que o segundo colocado era nada mais nada menos que Adelmo Soares (PCdoB), do partido do Governador e teve que se contentar com menos de 20% dos votos, exatos 13,01% o que corresponde 10.334 votos, Fabio Gentil, não venceu apenas as eleições em seu município, ele deu uma surra em seus oponentes. Contudo, os senhores não acham estranho o Governador Flávio Dino (PCdoB) se ausentar para fazer exames periódicos em plena queima de fogos pela presidência da FAMEM? Será que isso não é uma retaliação por conta das eleições de 2020 aonde o PDT liderado por todos aqueles que têm “poder” como Erlânio (PDT) na FAMEM, Larissa Abdalla (PDT) no Detran, Márcio Honaiser (PDT) na SEDES e de quebra Câmara Municipal com Osmar Filho (PDT)? E Mesmo assim fizeram corpo mole ao ponto do governador citar em suas redes sociais que “cabeças iriam rolar”?
O fato é que o PDT em questão, liderados por Weverton Rocha (PDT), não fizeram o dever de casa e se indispuseram com o líder maior do Estado, Flavio Dino, que por sua vez, deixou de lado às questões e jogou a toalha, inclusive deixando a caneta Bic na mão de Carlos Brandão que irá ocupar o cargo de governador definitivamente logo em breve quando Flávio Dino for disputar o Senado ou o cargo de Dep. Federal (uma vez que ele faz suspense quanto a isso), porém, tantas coisas aparecendo nesse contexto nos faz pensar matematicamente: Se não vejamos: Weverton Rocha (PDT) “ajudou” exatamente 42 prefeitos a se elegerem em 2020, esse é teoricamente o lastro de Erlânio Xavier (PDT), já o atual governador em exercício levou no braço 25 prefeitos no Maranhão sem fazer muito esforço. Josimar de Maranhãozinho (PL), esforçado, e todos sabem que ele mete a cara mesmo, elegeu 41 prefeitos… Com a articulação de Carlos Brandão e apoio dos prefeitos eleitos de Josimar de Maranhãozinho (PL), matematicamente, Brandão tem a maioria na queda de braço com o Senador, porém, não se trata apenas lá de cima, temos o carisma de Fabio Gentil e o histórico de ótimo gestor e agregador que o mesmo possui. O homem é forte e ao que tudo indica, está do lado certo… Pelo Jeito, a FAMEM vai dar chapa 2 sem sombra de dúvidas e o reinado de Erlânio e do PDT vai desmoronar, afinal, tudo que sobe desce… A vez de subir, agora é de Fabio Gentil (Republicanos). Fonte:: Moreira Neto Mário Filho.

Postar um comentário

0 Comentários