Brasileiros estão na expectativa. 


Termina na próxima sexta-feira (28) o prazo para que trabalhadores saquem nas agências bancárias o abono salarial do PIS/Pasep referente ao ano-base de 2016. De acordo com o Ministério do Trabalho e Emprego, até o momento, já foram pagos dezesseis bilhões e 700 milhões reais. Faltam ainda ser disponibilizados um bilhão e 300 milhões de reais. Para sacar o benefício, o trabalhador que possuir Cartão do Cidadão e senha cadastrada pode se dirigir aos terminais de autoatendimento da Caixa ou a uma casa lotérica. Se não tiver o Cartão do Cidadão, pode receber o valor em qualquer agência da Caixa, mediante apresentação de documento de identificação.

Tem direito ao abono salarial ano-base 2016 quem estava inscrito no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos, trabalhou formalmente por pelo menos 30 dias em 2016 com remuneração mensal média de até dois salários mínimos e teve seus dados informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). Já os servidores públicos precisam ir a alguma agência do Banco do Brasil. Cada trabalhador recebe o valor proporcional à quantidade de meses trabalhados com carteira assinada naquele ano. Se a pessoa trabalhou o ano todo, recebe o valor integral. Quem trabalhou por seis meses, por exemplo, recebe metade do valor.

Para saber se tem direito ao benefício, é possível fazer uma consulta ao site do Ministério do Trabalho com o número do PIS ou do CPF e a data de nascimento. Também é possível obter informações nas agências bancárias ou ligando para o Alô Trabalho, 158. As ligações são gratuitas de telefone fixo em todo o país. A Caixa Econômica Federal fornece a informação aos beneficiários do PIS também pelo telefone 0800-726-0207. O Banco do Brasil atende os beneficiários do Pasep no número 0800-729-0001.

Reportagem Thaissa Martiniuk