A promotora de Justiça, Linda Luz Matos Carvalho, da 1ª Promotoria de Justiça de Codó, determinou a conversão de Notícia de Fato em Inquérito Civil, na última segunda-feira, 18, para apurar se o prefeito Francisco Nagib (PDT), cometeu atos de improbidade administrativa.
De acordo com o documento que apura a investigação (veja aqui), Nagib é suspeito de ter usado ilegalmente, veículos e funcionários da prefeitura na reintegração de posse do Aeródromo “Magalhães de Almeida”.
Se for confirmado a prática, o prefeito de Codó deverá ser acionado na justiça e se condenado, poderá ser cassado e ficar inelegível.
O caso.
No ano passado, Ricardo Archer obteve na justiça, vitória contra o município representado pelo prefeito Francisco Nagib, e o juiz Rogério Pelegrini entendeu que a área pertence a empresa Manufatureira Agrícola e Imobiliária LTDA, é de propriedade de Archer, e não do município de Codó.