Pois bem dos 649 partos que o governo disse que fez, no mês de janeiro constavam apenas 109, sendo 69 normal e 40 cesariano segundo dados do sistema Data Sus, do Ministério da Saúde.
Para fechar a conta do governo teriam que ter sido realizados 540 partos nos 59 dias de fevereiro e março. Isso seria impossível, pois segundo o Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde – CNES, o hospital Casa de Saúde e Maternidade só tem disponíveis 10 leitos de clínica obstétrica. Pelas contas os leitos estariam lotados diretamente, já que seriam 9 partos todo dia. Como pode?
Após o lançamento da produção no site do Ministério da Saúde eis a confirmação de mais uma fraude do governo. Em fevereiro foram 85 partos (54 normal e 31 cesariano) e 93 partos em março (61 normal e 32 cesariano).
Desmentindo as informações da Secretaria de Saúde, dos 649 partos que eles dizem ter feito, o município só executou 362. De onde tiraram os outros 287?
O governo precisa vir a público e esclarecer os motivos da divulgação de informações falsas, sabendo que terá que responder por mais essa denúncia…
Fonte e Redação: Portal Gaditas