Descaso aumenta. 

Em mais uma medida precipitada, o diretor da Unidade de Pronto Atendimento de Codó (UPA 24 HORAS), Luís Henrique, determinou a instalação improvisada de um laboratório de análise clínica em um cubículo dentro da unidade.

Uma fotografia foi enviada ao nosso blog e mostra a deficiência na estrutura, a falta de espaço, e a bagunça existente no lugar. Fomos informados de que quatro funcionários trabalham “espremidos” no local que antes era apenas uma sala de coleta.



Mostramos a imagem para um especialista (que pediu para não ser identificado), que revelou que pelo menos duas irregularidades estão sendo cometidas no local. Segundo ele, as amostras de sangue, fezes e urinas estão sendo manuseadas e armazenadas de forma inadequada, o que coloca em risco a confiabilidade dos resultados. Ele também garante que pode haver contaminação caso os utensílios não estejam sendo higienizados da forma adequada.

Outro lado

Entramos em contato com o diretor Luís Henrique, porém ele não respondeu nossas mensagens até o fechamento desta matéria.

Fonte e Redação: Marco Silva