Desde que a primeira denúncia formalizada por esse blog atingiu o governo, que a Prefeitura de Coelho Neto permanece em um silêncio “ensurdecedor”. Qualquer prefeito em sã consciência diante da materialidade das provas da denúncia já teria anunciado providências sobre o caso, postura que foi ignorada pelo prefeito, pelo menos até agora.
Pois bem, além da folha dos Agentes Comunitários de Saúde – ACS conter servidores já desligados do quadro como se estivessem trabalhando, o blog identificou que a mesma coisa acontece na folha de servidores da Unidade de Pornto Atendimento – UPA. Foram pelo menos três pessoas facilmente identificadas na mesma situação.
Demitidos, servidores permanecem ativos como se estivessem trabalhando
É bom deixar claro que apesar da fruade ter iniciado na gestão da ex-secretária de Saúde Cristiane Bacelar, o erro permanece na gestão da atual secretária Olímpia Delgado, prova disso é que o último informe no sistema se refere ao mês de abril desse ano, ou seja, mesmo com a troca de secretária a fraude no envio de informações foi mantida. O servidor Marcelo Barra de Araújo por exemplo, fora demitido pela ex-secretária de Saúde Cristiane Bacelar em 18 de maio de 2017 e de lá para cá permanece como se estivesse trabalhando normalmente.
O servidor Ronaldo Maximiano Ferreira Alves que era técnico de imobilização ortopédica da UPA também fora demitido em setembro do ano passado, mas na última informação de abril desse ano permanece como se estivesse trabalhando.
O farmacêutico Vicente Hsu Lee Ramos é outro que foi embora no início do ano e também permanece como funionário ativo da unidade. Os servidores que estão tendo seus nomes envolvidos nessa manipulação do sistema do Datasus deve procurar a justiça para acionar o município para responder sobre o fato.
O blog recebeu a denúncia de que pessoas envolvidas no caso estariam fazendo pressão nos técnicos responsáveis pelo sistema, mas deixamos claro a familiares que eles não poderão ser responsabilizados por algo que é de  competência da gestão. Outra informação a que tivemos acesso é de que o prefeito teria solicitado do setor de recursos humanos da Secretaria de Saúde um relatório sobre o que está acontecendo. Será que vai dizer que não sabia de nada como todo bom petista?
Vereadores da base do governo permanecem calados e já tem um ou outro corajoso querendo achar meios para defender o indefensável.
Vamos ver quem será o escalado com coragem par fazer isso perante a opinião pública…
Fonte e Redação: Portal Gaditas