Na quarta-feira (28), Luan Silva usou seu perfil do Facebook para manifestar a indignação ao encontrar sua filha com a mão rabiscada por uma professora após voltar da escola.

A criança de seis anos estuda na Escola Classe 415, na cidade brasiliense de Samambaia, e a docente mandou um recado para seus pais, no qual alerta sobre a falta de um caderno usando a mão da garota

Na rede social, Luan publicou uma foto da mão da filha rabiscada com a frase "Caderno de meia-pauta" e disse ainda nem sequer ter visto a solicitação do caderno na lista de materiais.

"Quero mostrar como existem professores mal preparados. Ela poderia ter sido sensata e mandado um bilhete, ou até mesmo falado diretamente com a mãe da minha filha, já que ela a leva e busca todos os dias", escreveu o rapaz na publicação.

O pai afirmou que até quinta-feira (1º) ainda não havia identificado a professora responsável pelo recado e confirmou que irá investigar o caso para tomar as medidas cabíveis.

O artigo 232 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) diz que "nenhuma criança pode ser submetida a constrangimento ou vexame".

Catraca Livre