Servidora diz ter sido exonerada de Câmara de Vereadores em MT após ensaio sensual e faz relato na web


Niuara Artiaga, de 29 anos, era assessora na Câmara de Vereadores de Cáceres. Na rede social, ela diz que está passando situações constrangedoras depois da divulgação das fotos.

A jovem Niuara Jéssica Artiaga Silva, de 29 anos, diz ter sido exonerada da Câmara de Vereadores de Cáceres, a 220 km de Cuiabá, após participar de um ensaio fotográfico. Num relato publicado nas redes sociais nesta quarta-feira (21), Niuara diz que tem passado situações constrangedoras depois que parte do ensaio foi divulgado na web.

O G1 tentou, mas não conseguiu contato com a Câmara de Cáceres, até a publicação desta reportagem.

O ato de exoneração de Niuara, que ocupava o cargo de assessora de gabinete, foi assinado no dia 16 de fevereiro, dois dias depois que o fotógrafo responsável pelo ensaio divulgou uma das fotos.

A demissão foi publicada em diário oficial na terça-feira (20).

Em seu relato, a jovem alega que tinha consciência dos possíveis assédios que viriam com a publicação do ensaio, mas que saberia lidar com a situação.

Segundo Niuara, ela vem recebendo mensagens “inconvenientes” e “ofensivas”.

“Só quero esclarecer que realizei um trabalho artístico para as lentes de um profissional. E venho informar que não sou garota de programa, como tem gente imaginando, apenas por ter feito esse ensaio”, declarou no post.

Ainda na publicação, Niuara diz que levanta a bandeira contra o assédio sexual no meio virtual e cita o artigo 61 da Lei de Contravenções Penais.

Portaria de exoneração foi publicada no diário oficial (Foto: Câmara de Cáceres/Reprodução)

G'

Postar um comentário

0 Comentários