Em 2014, dos 42 deputados, 20 conseguiram a reeleição e 22 estreantes foram eleitos, uma renovação de pouco mais de 50%. No quadro atual, sete deputados não irão disputar a reeleição e oito estão com dificuldades para vencer. Mesmo assim, a maioria deve retornar.
Dos atuais deputados que irão disputar a reeleição, estão com chances de retorno Othelino Neto, Glaubert Cutrim, Rigo Teles,  Fábio Macedo, Antônio Pereira, Júnior Verde, Rafael Leitoa, Edivaldo Holanda, Zé Inácio, Roberto Costa, Edson Araújo, Nina Melo, Max Barros, Wellington do Curso, Adriano Sarney, Souza Neto, Carlinhos Florêncio, Fábio Braga, Stênio Resende, Ricardo Rios, Rogério Cafeteira, Neto Evangelista, César Pires, Raimundo Cutrim, Professor Marco Aurélio, Sérgio Frota.
Portanto, 26 deputados podem se reeleger, o que daria uns 65%%  de permanência do quadro atual de parlamentares. Então, restaria aos novatos a disputa por 16 vagas, mas o quadro aqui desenhado pode ser alterado de acordo com a movimentação das aliança partidárias e a evolução dos candidatos, incluindo os de mandatos.
Dos novatos apontados para ganhar mandato, figuram Cleide Coutinho, Detinha (esposa de Josimar do Maranhãozinho), Adelmo Soares (secretário de Agricultura Familiar), Leonardo Sá, Dr. Gutemberg, Márcio Honaise (Secretário de Agricultura), Hildo Amaral, Thaysa Hortegal, Duarte Júnior, Zito Rolim, Zé Gentil e Guilherme Paz, Pastor Bel.
Como o amigo eleitor pode observar, a se confirmar a reeleição de 26 parlamentares e mais o ingresso de mais 13 novatos aqui citados, ainda ficariam 3 cadeiras para a disputa entre novos e antigos também. Tudo depende de uma série de fatores. O quadro aqui pintado pode não ser o real depois de quatro semanas e principalmente após as convenções partidárias. Afinal, política é dinâmica.
Luis Cardoso
Algumas alterações: Titular