Um grave acidente entre um ônibus e uma carreta na manhã desta quinta-feira (15), na BR-020, em Formosa, cidade goiana deixou seis pessoas mortas no local do acidente. Outras duas pessoas que foram socorridas também não resistiram aos ferimentos e morreram.
O acidente deixou ainda mais 30 pessoas feridas. No ônibus havia 43 passageiros mais o motorista. Segundo o Instituto Médico Legal (IML) de Formosa a primeira vítima fatal identificada foi Pedro Nobrega de Araújo, 54 anos onde a família fez o reconhecimento ainda no local do acidente.

Devido ao forte impacto, uma das laterais do ônibus ficou totalmente destruída. O motorista da carreta, que transportava adubo, sobreviveu ao acidente.
A Polícia Rodoviária Federal (PRF) informou que o local onde ocorreu a colisão é de pista simples e a ultrapassagem é proibida.
Um helicóptero e sete ambulâncias foram enviadas para o local para fazer o socorro dos feridos. Alguns foram levados para hospitais no Distrito Federal.
A Secretaria de Saúde do Distrito Federal infrmou através de nota que 12 vítimas já foram levadas para os hospitais da capital.

O que diz a empresa
Em nota, a empresa Expresso Guanabara, sediada em Fortaleza (CE) e responsável pela linha, informou que o acidente aconteceu por volta de 6h30. O veículo estava com 43 passageiros a bordo e o motorista. O ônibus saiu de Cajazeiras, na Paraíba, às 16h35 de terça-feira (13) e seguia para Goiânia.
O motorista tinha tido 20 horas de descanso antes de assumir o volante. A empresa enviou de imediato uma força-tarefa de Brasília para prestar a assistência necessária aos passageiros. A Guanabara informou que vai prestar toda assistência necessária às vítimas e que os familiares dos passageiros podem entrar em contato pelo telefone 0800-7281992.
Em nota, a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) afirmou que o ônibus é novo e "está em conformidade quanto aos requisitos legais". Além disso, a Expresso Guanabara tem autorização da agência para operar na linha
G1