PlayWebTV

Matrículas escolares seguem abertas até dia 26 de janeiro na Rede Municipal de Educação em Caxias


Desde o último dia 08 de janeiro os pais e responsáveis estão indo as escolas da Rede Municipal de Educação para efetuarem as matrículas dos filhos, ou ainda, fazer a renovação.
Todas as 215 unidades de ensino na zona urbana e rural estão de portas abertas até o dia 26 de janeiro, quando se encerram as matrículas escolares. Na Escola Paulo Freire, Campo de Belém, por exemplo, que atende 300 alunos do 1º ao 8º ano, a gestora Edineuza Carneiro diz que ainda há vagas, mas acredita que todas serão preenchidas dentro do prazo.
“Nós tivemos vaga no 1º e no 6º ano. A procura foi boa porque nós já fechamos as turmas, restando algumas vagas para 1º ano e para 8º. Estão sobrando vagas, mas são poucas. Eu acredito que vamos conseguir matricular dentro do prazo, porque nós temos um suporte para 300 alunos e nós já estamos com 280 alunos. O aluno estudando perto de casa os pais têm mais acesso, quando vão para o trabalho já passa, vê como está o filho, é muito melhor o aluno estudar próximo de casa”, explica Edineuza Carneiro, gestora escolar.
Quem aproveitou para matricular 04 dos 10 filhos na Escola Paulo Freire foi Jailde Lima, que reside no povoado Capão, próximo ao Campo de Belém. Jailde tem 26 anos de idade, afirma que andou bastante, mas as conseguiu vagas para seus 10 filhos. A criança mais nova tem 03 anos e a mais velha 13. Todos estão matriculados em escolas próximas de casa.
“Na verdade eu queria conseguir as sete vagas nessa escola, porque eu só tenho três crianças na creche. Mas consegui dividir em três escolas tudo aqui pertinho, mas graças a Deus eu consegui. Eu estou muito feliz por ter conseguido. É importante que todos estejam estudando, porque importante mesmo são as crianças”, disse Jailde Lima, mãe de alunos.
A secretária municipal de Educação, Ciência e Tecnologia (SEMECT), Ana Célia Damasceno, afirma que sua equipe está trabalhando para que os pais matriculem seus filhos próximos de casa, e garante que todas as crianças matriculadas terão acesso à educação.
“Nós começamos as matrículas no dia 08 de janeiro e vamos até dia 26. Essas matrículas podem se estender dependendo da necessidade. Aqueles que têm necessidades especiais também podem nos procurar. Caso não tenha mais vaga na escola, o diretor indica uma escola mais próxima. O que queremos é colocar os nossos alunos em sala de aula, isso faz parte da primeira meta do Plano Municipal de Educação, que é universalizar a matrícula e fazer com que todos estejam em sala de aula. O objetivo é que as crianças estudem em uma escola próxima da sua residência. Em todas as nossas escolas os professores fazem um excelente trabalho, por isso os pais devem procurar a escola mais próxima para matricular seus filhos”, reforçou Ana Célia Damasceno, secretária da SEMECT.

Ana Célia Damasceno, secretária da SEMECT.
Confira a reportagem:

0 comentários