Ele avança com o carro contra a vítima, que é prensada contra um muro. A mulher foi socorrida pelo Samu com fratura na perna. O agressor fugiu.


Uma mulher foi atropelada e prensada contra o muro de um condomínio na madrugada desta quinta-feira (21) durante uma briga com o companheiro em São José dos Campos (SP). Ela foi socorrida pelo Samu e levada para o hospital da Vila Industrial com fratura nas pernas. O agressor fugiu, segundo testemunhas. (veja o vídeo acima)

O caso ocorreu por volta de 1h na calçada de acesso ao condomínio Panorama, na zona leste da cidade. De acordo com o síndico do prédio, Edson Francisco Pinto, ele foi acionado pelo porteiro, pouco antes do atropelamento, por causa de barulho na rua.

"Fui avisado que estava acontecendo uma briga na rua e que tinha um casal discutindo. Quando desci, tinham vizinhos, que ouviram a confusão e foram tentar acalmar a situação. A mulher estava em pé, fora do carro, perto do portão", disse. Ele contou que logo após a intervenção das testemunhas, a situação parecia ter acalmado e alguns moradores chegaram a voltar para casa, só que a confusão recomeçou.

O vídeo mostra o motorista enfurecido avançando com o carro em direção à mulher, de cerca de 40 anos. Ele atropela e prensa a vítima contra o muro do prédio.Na sequência, mesmo machucada, ela consegue levantar e sair da mira do companheiro.

Ele ainda tenta lançar o carro contra ela uma segunda vez, sem sucesso. Enquanto isso, um morador do prédio tenta impedir a ação, usando uma barra para estourar o vidro do carro, onde está o motorista.

O agressor fugiu e a mulher foi ajudada pelos moradores do condomínio, que acionaram a PM e o Samu. Ela foi socorrida consciente e disse ao síndico que o homem estava alcoolizado. Segundo a testemunha, a mulher não aparentava estar embriagada. O motivo da briga vai ser apurado.

Polícia
A Polícia Militar registrou a ocorrência como violência doméstica e orientou a vítima, após atendimento no hospital, procurar a Polícia Civil para prestar queixa contra o agressor.

De acordo com a PM, o casal começou a discutir em casa, que é próxima ao local do atropelamento. A corporação não soube informar o motivo da discussão, nem a circunstância que levou os dois à porta do prédio. A identidade da vítima, que fraturou a perna, e do agressor foram preservadas pela polícia.

VEJA O VÍDEO:



O Samu foi procurado, mas não deu informações sobre o atendimento à mulher até a publicação desta reportagem.

O G1 procurou a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), que informou que a vítima não havia prestado queixa contra o homem até por volta de 17h desta quinta. A ocorrência também não havia sido registrada no 6º DP, responsável pelos casos na região do Novo Horizonte.

G1