Uma das colisões foi entre sete carros e um ônibus na altura de Itaboraí. Às 13h40, congestionamento chegava a 23 quilômetros na via. Motorista do ônibus que provocou um dos acidentes foi preso.

Dois acidentes envolvendo veículos que passavam pela BR-101 deixaram ao menos 10 mortos neste sábado (30). Uma das colisões aconteceu por volta das 3h, envolvendo sete carros e um ônibus, na altura de Itaboraí, Região Metropolitana do Rio. Quatro pessoas morreram no local e os feridos foram socorridas pelos bombeiros. Por volta das 13h40, o congestionamento na via chegava a 23 quilômetros.

Após a colisão, o ônibus ainda tombou na pista. Havia 45 passageiros, além do motorista, no coletivo que era fretado e fazia o trajeto São Paulo - Cabo Frio. O caso foi registrado na delegacia de Itaboraí, na Região Metropolitana. O motorista do ônibus disse que os carros estavam andando em uma velocidade baixa e não conseguiu frear.

Segundo a Polícia Civil, o motorista do ônibus foi preso em flagrante por homicídio culposo. Celso Pedroso de Almeida está na delegacia de Itaboraí e será encaminhado para o sistema penitenciário.

Por volta das 5h40, uma outra colisão frontal entre dois carros deixou seis pessoas mortas e duas crianças gravemente feridas. O acidente foi na altura do km 259, altura de Rio Bonito, Região dos Lagos, sentido Espírito Santo.

De acordo com a Autopista Fluminense, concessionária que administra a via, um dos veículos estava em fuga da Polícia Rodoviária Federal, acessou a rodovia na contramão e bateu de frente com o outro veículo que seguia na pista contrária.

Ônibus tomba na pista após colisão em Itaboraí. (Foto: Reprodução / Tv Globo)

O coletivo que era fretado e fazia o trajeto São Paulo - Cabo Frio  (Foto: Reprodução / Tv Globo)

O fluxo intenso na pista sentido Espírito Santo da BR-101/RJ ocasiona 19 quilômetros de retenção em Itaboraí, do quilômetro 312 ao quilômetro 293. Ainda em Itaboraí, o reflexo de um dos acidentes gera quatro quilômetros de lentidão, do quilômetro 287 ao quilômetro 283. Chove em pontos alternados da rodovia.

G1