Um garoto de 11 anos foi encontrado embaixo da cama de uma das celas da Penitenciária Agrícola Major César, localizada entre Teresina e Altos. As fotos foram divulgadas pelo Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi).
De acordo com o presidente do Sinpoljuspi, José Roberto, o detento que estava com a criança identificado como José Ribamar Pereira Lima, que está preso desde outubro de 2015, responde pelo crime de estupro, cometido contra um adolescente de 14 anos.
Segundo a Secretaria de Justiça, o fato foi descoberto na noite do último sábado (30) quando observaram que faltava uma pessoa na lista de visitas e o horário já tinha se encerrado. Ainda de acordo com a Secretaria, o garoto nega que tenha sofrido algum tipo de abuso por parte do detento.
“Eles afirmaram que deixaram a criança no local por ser uma caminhada longa, chegaram a relatar que o próprio menino que pediu para ficar no presídio porque eles iriam voltar no domingo”, declarou uma conselheira tutelar que acompanha o caso.
O vice-presidente da Sinpoljuspi, Kleiton Holanda, afirma que o horário que o garoto foi descoberto dito pela Secretaria de Justiça não condiz com a verdade e que a criança relatou ter sido abusada. “Uma testemunha veio até o sindicato desqualificar a declaração da Secretaria que teria dito que a criança foi encontrada após o término da visita, é mentira. A criança foi resgatada 1h30 da madrugada do domingo após uma denúncia ter chegado aos plantonistas, o prédio onde esse preso e essa criança foram encontrados é distante, fora do anexo do prédio principal da Major César, não tem fiscalização. Por isso, assim que os plantonistas receberam a denúncia eles se dirigiram rapidamente até o local onde encontraram o menino. Inclusive, a criança relatou aos servidores que o detento tocou em suas partes íntimas. É um caso gravíssimo”, afirmou.
A Secretaria de Justiça afirmou que o preso foi colocado em uma cela isolada e que está investigando o caso.