Policiais do Batalhão de Rádio Patrulhamento Motorizado (BRPM) apresentaram na tarde desta terça-feira (5) no Centro Integrado em Operações de Segurança Pública (Ciosp) Pacoval, Osilene de Souza Cardoso, de 29 anos, que foi indiciada pelo assassinato de Luanderson Pablo Marques, com quem ela viveu maritalmente durante quatro anos, e que foi morto com uma facada na manhã de domingo (3) durante uma briga do casal no Parque Buritis.
O crime é investigado pela delegacia do bairro Novo Horizonte. Assim que soube da apresentação, a delegada Elza Nogueira, que preside o inquérito, foi ao Ciosp tomar o depoimento de Osilene.
“Ela [suspeita] disse que matou o companheiro por estar sendo agredida, mas ela não apresenta nenhum sinal de agressão. Ela também alegou que sofreu agressões outras vezes, mas não existe nenhum registro policial sobre isso. Vamos proceder o indiciamento. Como está fora do período flagrancial, a Osilene será ouvida e depois liberada”, declarou a delegada.
“Ele [Pablo] puxou meu cabelo e me jogou em cima da cama me engasgando. Eu arrumei as coisas dele pra ele ir embora. Na cozinha eu estava perto da pia e ele veio. Eu já estava com a faca na mão. Eu falei: vai embora. Foi ai que aconteceu”, disse na delegacia Osilene. Após o depoimento, a mulher deixou a delegacia na companhia de familiares. Reportagem e foto: Jair Zemberg