Maria do Livramento fez um vídeo para pedir transferência de sua irmã para hospital estadual em São Luís (Foto: Divulgação/ Maria do Livramento Santos). 


Uma aposentada identificada como Domingas Santos Brito, de 70 anos, está correndo o risco de morte em São Luís por falta de vagas em hospitais do estado do Maranhão.

Segunda a empregada doméstica e irmã da aposentada, Maria do Livramento Santos Silva, 52, Domingas, que está internada em estado grave em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da área Itaqui-Bacanga, na capital, precisa com urgência ser transferida para um hospital da rede estadual, pois ela necessita realizar hemodiálise pelo menos três vezes na semana e, de acordo com a empregada doméstica o procedimento já não acontece a sete dias, o que agrava ainda mais o caso da aposentada que nos últimos dias sofreu uma parada cardíaca e um acidente vascular cerebral (AVC).

“Ela está internada desde a segunda na UPA do Bacanga e ela precisa com urgência ser transferida porque desde sábado passado que ela não faz hemodiálise e lá onde ela está não tem como ela fazer. Ela estava na ala amarela e agora ela está na ala vermelha porque ela teve uma parada cardíaca e um AVC. O caso dela é grave”, revelou a empregada doméstica Maria do Livramento.

Ainda de acordo com Maria, além da vaga em um hospital estadual, a aposentada também necessita de uma ambulância para realizar o seu transporte, solicitação esta que já havia sido feita por meio de documento, mas que até agora também não teve resposta dos órgãos estaduais. “Eu faço um apelo para conseguir também uma ambulância porque para ela sair de lá ela precisa de uma. Ela depende de um hospital e de uma ambulância”, desabafou.

Em vídeo enviado ao G1, a irmã de Domingas faz um apelo e pede a sua transferência para o Hospital Carlos Macieira, em São Luís, que é considerado referência no Maranhão. “Eu fiz esse vídeo para pedir socorro. Eu estou com uma irmã internada no Bacanga na UPA na ala vermelha. Ela precisa urgentemente de uma UTI para fazer hemodiálise. Já pediram a transferência dela para o Carlos Macieira, mas infelizmente nunca há vaga. Enquanto isso passa o tempo dela diminui de vida.

Ela precisa urgente. A cada minuto o tempo é menos na vida dela. Por isso eu peço socorro. Ajudem a minha irmã. Ela precisa urgentemente de ajuda. Divulguem este vídeo por favor!”, finalizou.
Por meio de nota enviada ao G1, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que acompanha o caso da senhora Domingas Santos Brito, atualmente assistida pela equipe multiprofissional da UPA do Bacanga. A SES esclarece que aguarda a disponibilização de leito para transferência da paciente para outra unidade de saúde.

G1 Ma