Um vigilante contou que entre sete e 10 tiros foram dados na vítima. (Foto: Antônio Melo/Diário do Pará). 

Nem mesmo o pedido de clemência sensibilizou os atiradores que chegaram para matar e assim o fizeram. A vítima é um adolescente de 17 anos que caminhava pela Rua Betânia, em direção a Augusto Montenegro no Pará, ontem de noite. A via é um dos principais acessos ao bairro do Bengui. Os 2 criminosos estavam numa motocicleta e fugiram do local após a execução. Ninguém soube informar à Polícia características dos suspeitos. O corpo do jovem foi removido para o Instituto Médico Legal.
“LEI DO SILÊNCIO”
A guarnição do Cabo PM Enrico, do 24° Batalhão de Policiamento Militar, foi a primeira a chegar no local do crime, mas “trombou com a “lei do silêncio”. Poucas informações foram obtidas pelos policiais. E a principal foi de que o rapaz foi morto por uma dupla de motoqueiros. Até o fechamento dessa edição, os matadores ainda estavam foragidos.
O vigilante de uma empresa localizada próxima ao local do crime alega ter escutado entre sete a 10 tiros. “Deu para ouvir ele gritando pedindo que ‘pelo amor de Deus’ não o matassem”, relatou o homem que pediu para ter a identidade preservada.
“No início pensei que pudesse ser assalto porque eles (os suspeitos) deram a volta com a moto e pararam em frente a ele, mas acho que vieram para matar mesmo”, garantiu. Familiares do adolescente estiveram no local e reconheceram o corpo.
(Denilson D'Almeida/Diário do Pará)
(Denilson D'Almeida/Diário do Pará)