Muitos beneficiários relatam ter tido seu Bolsa Família cancelado em 2017. Se você é um deles, entenda os motivos do cancelamento e saiba mais sobre a possibilidade de recuperar o maior programa de transferência de renda do Brasil.
Neste mês, houve o maior corte da história do Bolsa Família no Brasil, foram 543 mil benefícios foram cortados apenas em Agosto de 2017.

O que é o Bolsa Família?

O programa social Bolsa Família foi criado no Governo Lula pela Medida Provisória 132, de 20 de outubro de 2003 e convertida em lei em 9 de janeiro de 2004, pela Lei Federal n. 10.836.
O Bolsa família existe para combater a fome e a miséria dos brasileiros que vivem em situação de pobreza e extrema pobreza.
Através da transferência de renda direta aos beneficiários, com algumas condições, o benefício, que tem valores diferentes de família para família, ajuda milhares de pessoas que estão desempregadas ou não ganham o suficiente para manter a dignidade financeira da sua família.
O Governo Federal realizou várias suspensões no maior programa social do Brasil. Entenda melhor os motivos para cancelamento do Bolsa Família e veja o que fazer para recuperar o benefício.
O Bolsa Família nasceu com o objetivo de ajudar os brasileiros que vivem em situação de pobreza e extrema pobreza. Ele realiza uma transferência de renda direta aos beneficiários todos os meses. Esse valor, que varia de acordo com a composição familiar, é destinado aos gastos básicos com saúde, alimentação e educação.
São mais de 13,5 milhões de famílias beneficiadas em todo o Brasil, tendo destaque as regiões Norte e Nordeste, que historicamente sofreram com a miséria derivada da seca.

Porque tive meu Bolsa Família cancelado?

O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário realizou uma operação pente-fino entre os beneficiários do Bolsa Família. Após uma grande análise de cadastros, constatou-se que que 1,136 milhão de benefícios estavam em situação irregular. Desses, 469 mil foram cancelados e outros 667 mil bloqueados.
A fiscalização do MDSA está mais rigorosa, principalmente porque agora é possível cruzar informações de diferentes bancos de dados, como CadÚnico, INSS, Rais, Caged e CNPJ.

Cancelamento do Bolsa Família em massa

Neste ano, devido a crise econômica, o Governo Federal cancelou o benefício de muitas famílias que não estavam se enquadrando mais nos critérios do programa.
Se você é um dos beneficiários que tiveram o Bolsa Família cancelado, confira quais os principais motivos para cancelamento do programa social:

Renda acima do valor permitido

Neste ano de 2017, devido a crise econômica, o Governo Federal vem fazendo mensalmente uma análise do quadro de beneficiários do Bolsa Família a fim de achar aqueles que não estão de acordo com as regras do programa.
Um dos critérios mais comuns de estarem em desacordo com as regras do Bolsa Família é quando a família beneficiária tem uma renda acima da declarada, e continua inscrita no programa social.
O que ocorre muitas vezes é que um ou mais membros da família que estavam desempregados, conseguem um emprego, e tem a renda total do grupo familiar maior. Porém, se a mesma família não informa que sua renda mensal está superior à meio salário mínimo por pessoa, a mesma terá o benefício cancelado.
Nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, este tipo de critério foi o maior motivo para o cancelamento do bolsa família.

Cadastro do Bolsa Família desatualizado

A atualização cadastral é um requisito para a manutenção do bolsa família e deve ser feito a cada dois anos, a fim de atualizar as informações como endereço, escola, renda e novos membros do grupo familiar.
Para saber quando você deve fazer esta atualização, basta conferir no próprio extrato do Bolsa Família se há algum aviso relativo à atualização cadastral.
Caso você não tenha feito a atualização cadastral, seu benefício ficará retido, e para poder sacá-lo, você deve atualizar seu cadastro, junto à Prefeitura de sua cidade ou Assistência Social.

Frequência escolar Bolsa Família

Para receber o bolsa família, é preciso comprovar que as crianças pertencentes ao grupo familiar que tem entre 6 e 14 anos estão matriculadas na escola e frequentando as aulas, além de estar com a carteira de vacinação em dia.
Caso uma família não cumpra alguma dessas obrigações, o benefício é cortado até que a situação seja regularizada.
Portanto, verifique se as crianças estão devidamente matriculadas e frequentes na escola, bem como se as vacinas estão em dias. Caso haja algum problema nestes requisitos, solucione-os e procure a Assistência Social da sua cidade para reativar o Bolsa Família.

Não ter sacado o Bolsa Família

Quando uma família deixa de sacar o seu Bolsa Família por mais de 90 diasa mesma será desligada automaticamente do programa social.
Caso isto tenha acontecido com você, e você ainda necessite do benefício, terá que solicitar uma nova inscrição no Bolsa Família.

Informações incorretas

Se você teve seu Bolsa Família cancelado sem nenhum motivo aparente, você pode ter sidovítima de alguma informação incorreta no sistema do Governo. Verifique se as informações cadastradas no CadÚnico estão corretas, e se estiver tudo certo, procure o CRAS mais próximo da sua casa.
Muitas vezes, o Bolsa Família cancelado é ocasionado por erros e informações incorretas, e basta esclarecer a situação para que você possa voltar a receber o seu Bolsa Família normalmente.
Para demais dúvidas, ligue para o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário através do telefone 0800-707-2003.

Quem pode receber Bolsa Família 2017?

Para não ter seu Bolsa Família cancelado, é necessário que a família comprove que a média de renda entre todos os membros do grupo familiar não seja mais do que R$170,00 por mês.
Quando a renda por pessoa da família é menor do que R$ 85,00 por mês, a família recebe um auxílio extra.

Como se cadastrar no Bolsa Família?

Se você teve seu Bolsa Família cancelado e quer se inscrever novamente no programa, o representante da família (pai, mãe ou responsável) deve ir até secretaria de assistência social de sua cidade e levar os documentos pessoais juntamente com a documentação de todas as pessoas com que convive na casa, bem como os comprovantes de renda e carteira de trabalho de todos os moradores da casa.
Se você tem filhos em idade escolar, é necessário também levar atestado de matrícula e frequência da escola (retirar esse documento gratuitamente na secretaria da escola de seus filhos) e a carteira de vacinação de todos os filhos.
É possível inscrever até 5 dependentes por cada família que, nesse caso, pode ser 3 crianças e 2 jovens.

Qual o valor do Bolsa Família 2017

O valor do benefício varia de família para família, de acordo com a composição de cada grupo familiar. As composições de valores do benefício são as seguintes:
  • R$ 39,00 por criança entre 0 e 15 anos de idade, com limite de cadastro para 5 crianças;
  • R$ 45,00 por jovens entre 16 e 17 anos de idade, com limite de cadastro de 2 jovens;
  • R$ 85,00 caso a média da renda familiar seja inferior a R$ 85,00 mensais;
  • R$ 39,00 caso a família tenha uma gestante cadastrada;
  • R$ 39,00 caso a família tenha uma mulher em fase de amamentação cadastrada.
  • Para as famílias com cadastro ativo, o mínimo recebido é de R$ 39,00 e o teto do valor do auxílio é de R$ 372,00.

Calendário Bolsa Família 2017

Confira abaixo as datas de pagamento do Bolsa Família.

Estatísticas do Bolsa Família

Para saber mais sobre os números estatísticos do Bolsa Família em cada mês, acesse bit.ly/bolsapagamentos.
Para consultar por estado, município ou por família, acesse bit.ly/consultabolsa.
Para consultar o perfil dos beneficiários por município, acesse bit.ly/perfisbeneficios.
Siga o nosso Twitter e curta a nossa página no para continuar acompanhando todos os nossos posts diariamente em suas redes sociais.