Compartilhamentos
OLHO DE BOTO
Uma briga entre o marido e a esposa terminou em morte na tarde deste domingo (20), no Bairro Brasil Novo, na zona norte de Macapá.
O crime ocorreu por volta de meio dia na Rua Cereja, na residência do casal que fica atrás da casa da mãe de Kesiane Ferreira de Almeida, de 24 anos. Ela vivia com Eduardo de Souza da Conceição, de 30 anos, há cerca de 10 anos. O casal teve 3 filhos.
De acordo com a família e a PM, Eduardo Conceição estava bebendo com amigos num bar quando a esposa chegou iniciando uma discussão. A briga saiu do bar e continuou na residência do casal.
Eduardo Conceição foi atingido com uma facada no peito. Ele ainda foi socorrido por uma ambulância do Corpo de Bombeiros, mas morreu no Hospital de Emergência de Macapá no início da tarde.
Kesiane Ferreira foi encaminhada para audiência de custódia. Fotos: Olho de Boto
Marido morreu momentos depois no HE
A esposa foi presa em flagrante por homicídio. Enquanto estava entrando numa viatura para ser levada até a Polícia Técnica do Amapá (Politec), onde faria o exame de corpo de delito, ela deu uma rápida declaração ao portal SELESNAFES.COM. A acusada aparentava estar bastante calma.
“Ele foi me batendo até na cozinha. (…) Batendo a minha cabeça pelas paredes”, resumiu.
No entanto, a própria mãe de Kesiane Ferreira diz que foi ela quem começou a agredir o marido, que teria revidado. Entretanto, depois de ser agredida, a esposa teria se armado com uma faca.
“Ela foi agredir ele, e ele bateu nela. Ela se armou e foi furar ele. (…) Ela não pensou que ia matar, mas furou ele”, relatou.
“(…) Eles eram tranquilos. Não sei o que foi que deu nela”, acrescentou.
“Como ele estava bebido, ele bateu nela. Ela não estava bebida. Ela sabe o jeito dele, que é uma pessoa tranquila. Ele sempre saia de perto para não brigarem, para não se baterem”, acrescentou.
Ouça na íntegra o que diz a mãe da acusada.
Kesiane só ficou sabendo da morte do marido horas depois, quando já estava na cela do Ciosp do Pacoval. A esposa foi encaminhada para audiência de custódia nesta segunda-feira (21).
Faca usada no homicídio
Compartilhamentos