Corpo encontrado esquartejado é identificado e liberado
A mãe do jovem morto, que teve o corpo esquartejado e enrolado no cobertor, disse que o filho havia entregado o quartinho onde morava em Nova Alvorada do Sul, município a 107 quilômetros da capital de Mato Grosso do Sul, porque estava achando caro o valor do aluguel. O enterro de Fernando Nascimento dos Santos foi realizado às 8h (de MS) desta quinta-feira (17).
“Ele entregou o quartinho porque eu passei lá ontem e confirmei. Então, ele tinha intenção de vir embora. Ele queria sair do quartinho porque ganhava R$ 500 e pagava R$ 350 pelo quartinho e ele queria comprar as coisinhas dele. Até para comer ele dependia dos outros”, disse a mãe que não quis se identificar.
Os pais da vítima moram em uma fazenda a 40 quilômetros da cidade. Segundo eles, o filho estava normal na segunda-feira (14) quando foi embora por volta das 5h (de MS) de bicicleta para trabalhar. Ele estava trabalhando em um lava-jato e ganhava por dia, de acordo com a mãe.
“Ele trabalhou segunda-feira, até umas quatro da tarde”, disse o pai Floriano dos Santos, 50 anos.
O corpo do jovem foi encontrado na manhã de quarta-feira (16), esquartejado e enrolado em um cobertor no jardim Los Angeles, em Campo Grande. Os pais disseram que não imaginam quem poderia ter feito isso com o filho.
A mãe lembra dos erros cometidos pelo filho. “Ele tinha feito coisa errada, mas as pessoas que conviviam com ele disseram que ele estava disposto a mudar”, afirmou.