Um homem está sendo acusado de levar em uma cadeira de rodas a própria mãe, morta, para fazer um saque em dinheiro de sua conta no banco.
Caryl Vanzo, de Plymouth, Minnesota, nos EUA, morreu poucos dias antes de completar 91 anos.
Quando a polícia chegou à casa da vítima, ficou impressionada com o cheiro de urina e fezes no local.
De acordo com relatos, sete horas antes da confirmação de sua morte, a mãe foi levada pelo filho, David Vanzo, para um banco próximo retirar dinheiro.
David Vanzo está sendo acusado de ter levado sua mãe morta em uma cadeira de rodas para retirar dinheiro em agência de banco.
Funcionários do banco disseram à polícia que os pés da vítima estavam arrastando debaixo da cadeira de rodas, mas não era possível saber se já estava morta.
David tirou mais de 2 mil reais em nome da mãe.
Autoridades investigam David por exploração financeira, em pelo menos duas ocasiões.
Ele afirma que tinha uma conta bancária compartilhada com a mãe e negou qualquer atitude errada.
Fonte: Metro