PlayWebTV

ESPERANÇA: Fufuca articula saída para evitar corte de R$ 224 milhões no Fundeb do MA

Fufuca articula saída para evitar corte de R$ 224 milhões no Fundeb do MA
POLÍTICA

Deputado maranhense buscou apoio junto ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia. Também se mobiliza o presidente da Famem, Cleomar Tema



O deputado federal André Fufuca (PP), 2º vice-presidente da Câmara dos Deputados, se mobiliza, desde o fim de semana, para evitar o corte de R$ 224 milhões do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) do Maranhão.
No último sábado 8, logo após o governo federal publicar portaria anunciando o desconto dos recursos, o parlamentar buscou apoio junto ao presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para garantir a manutenção do repasse.
“Conforme comprometi a alguns prefeitos que correm o risco eminente de verem seus municípios quebrados, estive em Brasília e me reuni com o presidente da Câmara. Ele se prontificou a intermediar uma solução junto ao governo federal para esse impasse e uma audiência com toda a bancada federal junto ao presidente Michel Temer, o mais rápido possível. A questão é séria e necessita de uma solução urgente. Enquanto houver tempo, há esperança. Invés de politizar o assunto, o importante e achar uma solução”, destacou o progressista.
De acordo com a portaria publicada na semana passada pelo Palácio do Planalto, o corte no Fundeb está programado para ocorrer já nesta semana, sendo de R$ 177 milhões das prefeituras maranhenses e R$ 47 milhões do governo estadual.
Se não houver mudança do quadro, o déficit financeiro prejudicará consideravelmente, por exemplo, o setor educacional e o pagamento dos profissionais que nele trabalham.
Além de Fufuca, também se mobiliza para evitar o corte o presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem), Cleomar Tema. Ele embargou na noite desse domingo 9, para Brasília, onde pretende se reunir com a a bancada federal maranhense, a fim de exigir do governo Michel Temer o cumprimento do acordo selado em abril deste ano, que garantia a edição de uma medida provisória que parcelaria o pagamento dos recursos referentes ao ajuste do Fundeb.
Fonte: Atual 7

0 comentários