O encontro foi no auditório do Hotel Alecrim na manhã da última sexta-feira (21), realizado pela União Nacional dos Ex-Prefeitos e Prefeitos do Brasil (UNEPP). Autoridades do legislativo e executivo marcaram presença, além de prefeitos e ex-prefeitos da Região dos Cocais. Dentre os pontos debatidos, esteve a situação dos municípios diante do cenário atual brasileiro, além da assistência jurídica a ex-prefeitos.
“Quando a gente tá no cargo de prefeito a única certeza que se tem é que será um ex-prefeito. Por mais que façamos as coisas corretas, dentro da lei, no futuro você responde por alguma coisa. Nessa vontade de desenvolver e satisfazer a vontade do povo é onde justamente acontecem alguns erros”, afirma Tinoco, ex-prefeito de Aldeias Altas.
“Estamos discutindo essa incerteza e descrença quanto a figura de gestores e atores públicos. É sentido na alma do povo brasileiro. O nosso objetivo é dá suporte político e jurídico aos ex-prefeitos e prefeitos que estão no exercício da função. A gente entende que a mudança pela forma de gerir, ela passa pela formação. Eu digo isso com tristeza, mas o nosso Maranhão é o que é porque a maioria dos gestores e ex-gestores não têm formação para isso. A gente tem essa lacuna, essa pendência na formação com relação a coisa pública em nosso Estado”, afirma Luiza Rocha, ex-prefeita de São João do Sóter e presidente estadual da UNEPP.

“A UNEPP tem esse objetivo de solucionar problemas pendentes na gestão para resolver. Precisamos dessa união fundamental para que os ex-prefeitos possam dar continuidade a sua vida pública e sua vida particular”, disse Fause Simão, ex-prefeito de Caxias.
“Essa reunião traz a experiência de muita gente que já de certa forma, acertou, errou, tem esse lado que é o lado lúdico da reunião. Do outro lado, tem o reencontro. A sociedade passa por um momento de mudança forçada por vários fatores. Eu acho que o grande fator da vida pública é permitir que as pessoas pensem e tomem as decisões certas. Não se pode pensar numa cidade sem planejamento de curto, médio e longo prazo. As políticas públicas devem ser focadas no curto, médio e longo prazo”, acredita Paulo Marinho, ex-prefeito de Caxias.
O prefeito Fábio Gentil falou da importância da troca de experiências com os ex-gestores que já tiveram a oportunidade de estar à frente de administrações municipais. Destacou ainda que, mesmo diante dos desafios, consegue responder aos anseios da população com trabalho e geração de empregos.
“Aqui está sendo criada uma união de prefeitos e ex-prefeitos para resolvermos problemas pelos quais passa o país, o estado e a cidade. Com a experiência dos ex-prefeitos temos a ganhar, porque nós vamos transformar situações que eles vivenciaram em soluções, já começamos a identificar os possíveis problemas e apontar as soluções. Mesmo diante de tanta crise, nós conseguimos fazer uma boa economia, investimos em grandes obras, e estamos melhorando a saúde de Caxias, mostrando que nós também temos nossa parcela de contribuição”, destacou Fábio Gentil, prefeito de Caxias.
“O ex-prefeito, ele deu a sua contribuição. É lógico que temos os bons e os ruins, mas creio que muitos têm boa intenção. As vezes o gestor erra, mas por falta de informação. A entidade atua exatamente aí, ajudando os atuais prefeitos para que a gente diminua os problemas futuros. Estamos fazendo encontros regionais e colhendo as experiências. Nós estamos oferecendo assistência jurídica aos ex-prefeitos que por ventura enfrentem problemas. Estamos lançando em breve vários cursos voltados à gestão municipal, onde essa grade curricular foi montada pensando nessa demanda” explicou Raimundo Filho, presidente Nacional da UNEPP.
Confira mais fotos da reunião: