Ilustração. 


Só no Brasil, milhões de pessoas são portadores de diabetes. Que sofrem com os diferentes graus da doença, e em alguns casos, gerando direito tanto ao auxílio-doença como à aposentadoria por invalidez, se diferenciando pelo fato da intensidade da doença e na capacidade do segurado se recuperar.
Os segurados do INSS ou de regime próprio que possuem a diabetes, podem requerer o benefício da aposentadoria por invalidez ou do auxílio-doença, quando a doença impede que a pessoa consiga exercer o seu trabalho, tornando muito difícil ou mesmo impossível da mesma de realizar suas atividades. Normalmente, o INSS não considera que só por ser portador da doença automaticamente se gere o direito ao benefício, deve-se provar através de laudos periciais e médicos, que o cidadão está impossibilitado para o labor.
Caso o seu caso seja de impossibilidade de trabalhar, você terá o direito de se aposentar por ser portador de diabetes, nesse caso você pode agendar no INSS um pedido de aposentadoria por invalidez ou de auxilio-doença conforme explicado anteriormente. Para isso, importante que o segurado procure juntar todas as provas possíveis que no seu caso está realmente impossibilitado de trabalhar, como: documentos que comprovem a doença; laudos periciais ou médicos; visitas ao hospital por causa da doença e atestado médico. Requer-se também um prazo de 12 meses de contribuições para ser possível pedir o benefício. Isso é chamado de período de carência.