SÃO PAULO, 15 JUL (ANSA) – Os advogados de defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva protocolaram na noite desta sexta-feira (14) o primeiro recurso contra a sentença do juiz federal Sérgio Moro que condenou o petista na Operação Lava Jato. De acordo com nota divulgada em um site da defesa de Lula, o recurso tem o objetivo de “esclarecer omissões e contradições presentes na sentença”.
O documento diz que Moro não levou em conta os relatos de testemunhas de defesa . Além disso, os advogados “não reconhecem a competência da 13ª Vara federal de Curitiba” para condução do caso e questiona a imparcialidade da decisão.
Com o recurso, o prazo para apelar ao Tribunal Regional Federal (TRF) – que analisa o caso em segunda instância e cuja decisão pode levar à inelegibilidade de Lula – fica suspenso. Sendo assim, o juiz Sergio Moro não tem prazo para decidir sobre os embargos.
Nesta semana, Lula foi condenado por nove anos e seis meses pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, na ação em que era acusado de ter recebido R$3,7 milhões em propina por conta de três contratos entre a construtora OAS e a Petrobras.
(ANSA)
Top Buzz