Não se sabe ainda a procedência do material; hipótese é que tenha ocorrido nas Filipinas. 

Internautas estão compartilhando nas redes sociais um vídeo onde uma mulher mulher aparece espancando durante vários minutos um cão. Nos posts as pessoas pedem para seus seguidores espalharem o vídeo a fim de identificar e punir a torturadora.
A jovem é registrada no vídeo utilizando uma bota preta com salto alto e fino. Com o calçado ela chuta infindáveis vezes o animal, que está com as patas e a boca amarradas.
O bicho também está preso a uma janela pela coleira. O trecho mais revoltante do material está no final, onde a moça chega a furar os olhos do cachorro com o chamado salto agulha.
As imagens são muito fortes, mas não há certeza se são recentes. Também não há informações ou descrições do local onde o vídeo foi gravado ou sobre a identificação da agressora.
O cachorro geme muito alto enquanto é pisoteado de forma brutal e covarde por mais de cinco minutos.
Agora que o post viralizou, usuários e militantes da causa animal estão promovendo uma busca virtual aos responsáveis pela atrocidade. Muitos internautas usam os mais fortes adjetivos para classificar as atitudes. E vários incluem a pessoa que faz o vídeo como diretamente envolvida na monstruosidade.
Alguns sites já apontam que o conteúdo, embora autêntico, não é recente e tampouco ocorreu em terras brasileiras. Há informações não confirmadas de que trata-se de um caso ocorrido nas Filipinas. Segundo essas informações, os autores da violências estariam até presos há cinco anos. Eles teriam sido identificados e encontrados com a ajuda de Organizações Não Governamentais locais que atuam na defesa de animais domésticos. 
Eles supostamente fizeram isso com o animal como parte da gravação de cenas de um vídeo caseiro de cunho sexual. Segundo essas fontes, o casal Vicente e Dorma Ridon, moradores das Filipinas, aliciavam adolescentes e jovens do sexo feminino, entre 12 e 18 anos, para participarem de produções com exposição de fetiches sexuais chamados de crush e que envolvem a utilização dos pés.
Acredite-se se quiser, mas usar saltos para machucar animais, como cachorros, gatos, coelhos e até ratos, é um tipo de fetiche para pessoas que certamente não estão em seu juízo perfeito.
No Brasil não é raro que vídeos com violência contra animais domésticos apareçam na internet. Normalmente os agressores são flagrados por pessoas próximas que acabam denunciando as práticas.
É importante frisar que no nosso país a Lei 9.605 tipifica maus-tratos aos bichos como crime. No entanto, a punição é considerada branda por muitos ativistas da causa animal, já que a previsão é de prisão de apenas 3 meses a 1 ano, além de multa.
PARA ASSISTIR OS VÍDEOS CLIQUE NOS LINKS ABAIXO:
Fonte: News 365