Prefeito Fábio Gentil durante a missa. 

Autoridades municipais do poder executivo, legislativo e secretariado, além de jovens assistidos pela Fazenda da Esperança acompanharam na manhã desta segunda feira (08/05), a última missa na unidade de Dom Vilson Basso, Bispo da Diocese de Caxias-MA, que em no máximo 30 dias será transferido para a cidade de Imperatriz, segunda maior cidade do Estado do Maranhão.
Em tom de despedida, mas com manifestações de carinho, Dom Vilson ressaltou que, embora tenha passado pouco tempo na cidade, muitos projetos foram realizados.
Foram 8 anos à frente da Diocese, nós desenvolvemos um belo trabalho e construímos grandes amigos. O que fizemos aqui na Fazenda da Esperança foi um sonho. É uma obra social de grande importância sendo essencial  o apoio do poder público. Quanto mais apoio tivermos, muito melhor essa obra será. Eu agradeço de coração a presença de vocês”, Dom Vilson Basso, Bispo da Diocese de Caxias.



O nosso Bispo vai deixar muitas saudades, mas também muito trabalho realizado. Nós somos apaixonados pela sua acolhida. Dom Vilson é nosso Bispo referencial. Nós vamos sentir muita falta dele, mas também temos a certeza de que ele estará sempre presente em nossos corações” disse Ana Célia Damasceno, Secretária Municipal de Educação Ciência e Tecnologia.
Dom Vilson realizou um bom trabalho à frente da Igreja Católica, e perante o povo da sociedade em geral, com certeza fará muita falta, mas que seu trabalho seja continuado. Que cada obra que ele plantou nós possamos seguir desenvolvendo”, lembrou o Prefeito Fábio Gentil, Prefeito de Caxias-MA.
A Fazenda da Esperança é uma entidade filantrópica, que tem por objetivo recuperar dependentes químicos e devolvê-los a sociedade. Durante o momento solene, o Prefeito Fábio Gentil, foi convidado para entregar certificados a dois residentes que completaram um ano de permanência na casa, que é o tempo necessário para o tratamento. Um deles, menor de idade; o outro, que reside em São Luís no Maranhão, José Carlos da Silva.
O tempo de um ano foi o mesmo pelo qual passou o atual coordenador das Fazendas da Esperança, tanto Maranhão, quanto no Piauí; Keyton Alves conheceu a Fazenda da Esperança no auge de uma crise pois, em São Luís, capital do Estado, vivia envolvido com drogas e era dependente químico. Passou pelo tratamento, que durou 1 ano. Nesse período, teve a vida transformada.
Minha cabeça mudou totalmente. Passei a respeitar as pessoas e a me preocupar com o outro. Depois do tratamento, fui convidado a trabalhar na Fazenda da Esperança. Hoje, já são sete anos ajudando outras pessoas a deixarem o vício e a seguirem um caminho diferente, um caminho de amor ao próximo”, lembra Kleyton Alves, Coordenador das Fazendas da Esperança do Maranhão e Piauí.
Agora vou lá pra fora, reconstruir a minha vida, e aplicar tudo que eu aprendi aqui na Fazenda da Esperança. Reconstruir os laços com os familiares e ajudar aquelas pessoas que mais gritam, como eu gritei naquela vida que eu tive lá fora. Eu tenho a pura convicção que eu posso viver e conviver bem na sociedade e aonde eu for”, afirma, José Carlos, egresso da Fazenda da Esperança, após um ano de tratamento.
O Prefeito Fábio Gentil colocou a estrutura da Prefeitura de Caxias a disposição da Fazenda da Esperança para ajudar a entidade na reinserção dos seus egressos no mercado de trabalho.
Todas as pessoas que vêm para a Fazenda, elas vêm com a esperança e a crença que podem voltar a sua vida normal. Então, o município pode sim fazer essa parceria, de ajudar no período em que aqui eles estiverem, como também ajudar, para que possamos absolve-los no comércio ou pela Prefeitura, para que exista de fato a interação”  Fábio Gentil, Prefeito de Caxias-MA.
Nós ficamos muito felizes com esse indicativo do Prefeito. Porque a nossa intenção é fazer com que esses jovens, que chegam aqui desacreditados, possam voltar para a sociedade de cabeça erguida”, ressaltou Dom Vilson Basso, Bispo da Diocese de Caxias-MA.
Ascom Cx
Confira mais fotos da ocasião: