Leandro de Sá se despede do governo
O jornalista Leandro de Sá foi desligado da Assessoria de Comunicação do prefeito Francisco Nagib ontem, 11, por motivos não esclarecidos, publicamente, pelo governo. Suspeita-se de que tenha desagradado seus superiores após citar, em uma de suas publicações no blog que leva o seu nome, sobre seu salário baixo.
Em sua página no facebook, Leandro agradeceu ao carinho dos amigos que o incentivaram a seguir em frente, desejou sucesso a Francisco Nagib, mas também desabafou deixando claro que pensa diferente, é sério e que sua dignidade não está à venda.
Abaixo está a íntegra do depoimento do jornalista na internet:
ME DESPEÇO DO TRABALHO.
Essa é a hora de esquecer todas aquelas pessoas que tentaram me colocar para baixo, e agradecer àquelas que sempre estiveram ao meu lado, nos bons e maus momentos. Obrigado amigos! Nunca esquecerei a força que me deram para seguir em frente! Apesar de poucos dias de trabalho, passei na prefeitura de Codó muitos dos melhores momentos na vida e foi ao lado de vocês que compartilhei tamanha alegria.
Apesar desta despedida de trabalho, sei que um dia ainda iremos nos encontrar por aí e relembrar todos os bons momentos que vivemos.. Lembraremos das alegrias, do sufoco e também do trabalho dividido. Desejo ao prefeito Francisco Nagib e sua equipe que continuem trilhando o caminho do sucesso.
Que Deus ilumine a todos vocês que ficam, enchendo suas vidas de muito trabalho, dedicação e sobretudo de amor ao próximo. Infelizmente minha forma de pensar e de trabalhar não agrada aqueles que não suportam os homens sérios da imprensa de Codó, sou sério e não sou venal e muito menos faço chantagem com quem quer que seja, longe de mim isso.
Meus princípios morais nunca permitiram isso e não vão permitir enquanto vida eu tiver, comprem o que quiserem, comprem quem quiserem, mas não comprem a dignidade e a decência daqueles que de fato tem personalidade.Fiquem todos com a paz do nosso senhor Jesus Cristo.
MINHA OPINIÃO
Acho precipitada a exoneração do jornalista. Errou o governo ao tomar esta decisão. Deixa claro, com esta atitude infantil, que não tolera opiniões contrárias e, pior ainda, que é proibido pensar dentro do governo, a não ser que seja em silêncio.
Isso também  aumenta o nível de terror psicológico dentro do governo. Esta é uma administração onde os servidores, sobretudo os contratados, andam sobressaltados (rir, conversar abertamente, brincar, fazer anedotas ficou restrito à um seleto grupo do primeiro escalão).
Escorregou, de novo, o governo.
Leandro de Sá, hoje, tem vida própria e não sentirá, financeiramente falando, nenhum arranhão do que lhe foi tirado por meio deste desligamento da prefeitura, agora, sinto dizer, o governo de Francisco Nagib sim vai se lembrar dele todos os dias, a partir de agora, até 31 de dezembro de 2020.
Com certeza, os governistas mais chegados sentirão sua falta (falta do tempo em que o jornalista pensava em silêncio e só, vez por outra, em LETRA ALTA).
Ao governo, meus pêsames.
À Leandro, vida nova companheiro.
Deus salve a América
Fonte e Redação: Blog do Acélio