São Paulo – Osmar Serraglio, que era ministro da Justiça e foi convidado a ocupar o Ministério da Transparência, decidiu negar o convite, segundo Gerson Camarotti, do G1, e a Coluna do Estadão.
Serraglio optou por voltar para a Câmara dos Deputados, o que vai fazer com que Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) perca o direito ao foro privilegiado.
Rocha Loures foi flagrado carregando uma mala com R$ 500 mil em propina, pagos pelo presidente da JBS, Joesley Batista.
Ele é suplente de Osmar Serraglio, e, com o retorno do ex-ministro, deve ficar sem posição na Câmara.
Segundo o Radar On-Line, de VEJA, Rocha Loures estaria negociando delação premiada, o que pode implicar o presidente Michel Temer no médio prazo.
Msn