Ministério Público está investigando possível contrato irregular que o ex-prefeito teria feito quando administrou Caxias. 

O grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público Estadual do Maranhão - GAECO, abriu procedimento de investigação criminal contra o ex-prefeito de Caxias e atual presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão Deputado Humberto Coutinho e os proprietários da empresa A4 Serviços Entretenimento LTDA e Vieira e Bezerra LTDA, para apurar possível desvios de dinheiro público por contrato irregular da prefeitura de Caxias. 

A investigação se deu em virtude do contrato milionários celebrado entre o município de Caxias e as referidas empresas, tendo como objeto do contrato serviço de locação, montagem e desmontagem de estrutura de palco, sonorização, iluminação, grupogerador, banheiros ecológicos e arquibancadas a diversos eventos.


Ministério Público pede colaboração da nova gestão ao requisitar informações sobre licitações feita na gestão do ex-gestor municipal Humberto Coutinho. 

Operação GAECO pede ao prefeito atual que viabilize informações de licitações realizadas na administração do ex-prefeito Humberto Coutinho. 


A investigação criminal de nº: 028141-500/2015 investiga irregularidade na licitação por meio do pregão presencial nº: 0082/2011.