Durante a sessão desta segunda-feira (17), na Câmara de Caxias, o vereador Sargento Moisés (PSD), apresentou sua justificativa para o requerimento apresentado na Casa, que tem como objetivo alterar o PCR - Plano de Carreira e Remuneração do Magistério, no quesito que trata sobre o ingresso de professores na função pública, modificando a alínea que versa sobre a nota mínima exigida para aprovação em concurso público.

Pela proposta, o PCR ganhará uma nova redação no Parágrafo 1º, do Art. 7º, da Lei Complementar nº 002/2000, na qual, visa a mudança na média aprovativa em concurso público para o magistério, que hoje é igual ou superior a 7 pontos e com alteração passaria para 5 pontos.

De acordo com o parlamentar, “a solicitação visa mudar a regra para o ingresso na carreira do magistério no município de Caxias, em virtude do alto índice de reprovação obtida no último concurso, ficando assim, muitos cargos sem o seu devido preenchimento”.

A emenda apresentada pelo vereador, além de diminuir o déficit de profissionais concursados em sala de aula, prever a criação de um cadastro de reserva e prioriza também a prova de títulos, uma vez que esta passa a ser imprescindível para a isonomia do concurso.

“A valorização dos professores passa pela oportunidade dos profissionais serem submetidos a concurso público mais justo, privilegiando aqueles que têm mais qualificação e dando-lhes a condição de servir condignamente à sociedade caxiense. E ainda, evitaremos a verdadeira e penosa aglomeração de pessoas todos os anos na porta da Secretaria de Educação a fim de buscar uma vaga para contrato temporário. Esses mesmos profissionais dependem de indicação para essas vagas, o que não podemos mais tolerar, não nesses patamares que vemos todos os anos” enfatiza o vereador.





Capital do Leste