Áudio "BOMBA" repercute em todo Maranhão. 



No áudio enviado pelo whatsapp e que vazou nas redes sociais, o deputado estadual Levi Pontes do PCdoB, conversa com alguém sobre uma remessa de peixes - que será distribuída na cidade de chapadinha na semana santa.

"Parceiro, vou tá aí terça-feira à noite com a história do peixe. Vou chegar o mais rápido que eu puder. Lhe ligo quando eu estiver saindo de São Luís."
Ele diz que pediu uma cota de pescado ao prefeito de chapadinha, Magno Bacellar (PV), para que ele e outros políticos também possam distribuir.

“Agora, eu conversei muito com o dr. Magno, como sempre, vai distribuir cotas de peixe pra zona rural e cidade, pra todos. Às lideranças políticas... Inclusive, já comunicou a minha cota, que eu não sei qual é. (...) Por favor, veja a sua... a dos vereadores todos nossos... estão satisfeitos ...”
Levi Pontes diz ainda que o peixe deve ser doado pra outros municípios - o que, segundo ele, ajudaria na campanha eleitoral.

“Eu falei com a Sua Excelência, sr. prefeito, da necessidade de uma cota pra mim, bem antes da hora que o peixe chegar em Chapadinha para os nossos municípios, tipo, Santa Quitéria e São Benedito. Aí tu vê. São Benedito porque me pediu e eu fiquei de mandar deixar no meu carro (...) porque ele disse que me ajudaria, pois ele tem compromisso de me eleger, não é só votar em Chapadinha.."
A distribuição de peixes na semana santa pela prefeitura acontece tradicionalmente todos os anos em Chapadinha. Por telefone o prefeito da cidade, Magno Bacellar, disse que tudo é comprado com dinheiro público. E negou que houvesse qualquer tipo de cota para políticos.

No Diário Oficial de Chapadinha, no fim do mês passado, aparece uma tomada de preços para compra de quarenta toneladas de pescado, num valor total de R$ 258 mil, segundo o prefeito, parte desse peixe foi comprada pra distribuição.

CLICK ABAIXO E OUÇA O ÁUDIO:



Mas na tribuna da assembleia, o deputado Levi Pontes deu uma versão diferente para história e disse que o peixe que será doado foi comprado com recursos próprios por ele e pelo prefeito.

Depois, em entrevista, o deputado mudou a versão e admitiu que pediu uma cota para o prefeito. A deputada Andrea Murad, do PMDB, usou a tribuna pra cobrar explicações do deputado Levi Pontes. E outros deputados também se manifestaram para pedir que o caso seja apurado.

G1 Ma