Juventude segura manausManaus (AM) recebeu, na terça-feira (21/02), a Plataforma Juventude Segura, que tratou sobre o tema “Juventude e Armas”. Participaram o secretário nacional de Juventude, Assis Filho; o coordenador da Plataforma Juventude Segura na SNJ, Zeca Melo; o secretário de Juventude, Esporte e Lazer do Amazonas, Fabricio Lima; o subsecretário de Juventude de Manaus, Rodrigo Guedes; o coordenador estadual do Departamento de Juventude do Amazonas, Valdo Costa; a secretária de Justiça e Cidadania do Amazonas, Graça Prola; a oficial de Monitoramento de Avaliação do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), Emily Costa; e representantes da sociedade civil organizada.
O debate reuniu cerca de 50 jovens, na Arena da Amazônia, e abordou a relação dos jovens com a criminalidade, o acesso fácil a armas de fogo, o Estatuto do Desarmamento e o sentimento de insegurança diante de crimes letais com este tipo de arma. O resultado dessa conversa vai servir para elaborar um documento que servirá como relatório nacional para implementar políticas públicas e ações para a juventude brasileira.
De acordo com o mapa da violência 2016, entre o período de 1980 até 2014, morreram aproximadamente um milhão de pessoas vítimas de disparo por arma de fogo. Esses indicadores de criminalidade trazem a necessidade de repensar a política de segurança pública historicamente desenvolvida pelos governos. Além da capital amazonense, a Plataforma Juventude Segura passou por Brasília (DF), Fortaleza (CE) e Vitória (ES). As próximas rodas de conversa serão em Porto Alegre (RS), Recife (PE), e Rio de Janeiro (RJ).