PlayWebTV

PMDB de Timon pede a cassação de Luciano Leitoa por compra de votos
POLÍTICA

Dentre outras irregularidades, socialista recebeu doações de beneficiários do Bolsa Família. Representação também atinge o vice-prefeito, João Rodolf




O diretório do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) em Timon, comandado pelo ex-deputado Sétimo Waquim,  acionou Justiça, no início desta semana, pedindo a cassação do prefeito do município, Luciano Leitoa (PSB), por captação e gastos ilícitos para fins eleitorais, popularmente conhecido como compra de votos.
A informação é do Blog do Ludwig, e atinge também o vice-prefeito de Timon, o comunista João Rodolfo.
De acordo com a reportagem, a prestação de contas de Leitoa e seu vice possui “diversas ilegalidades perpetradas que as tornam eivadas de vícios insanáveis, em desacordo com a Lei Geral das Eleições”.
Entre os itens de elencados na representação, chama a atenção o trecho em que o documento informa que as doações ao prefeito de Timon foram praticamente feitas todas em apenas quatro datas, sendo que dentro do período de greve dos bancos 58 pessoas conseguiram ter acesso a agência para fazer a doação em espécie.
Além disso, existem quatro doações de beneficiários do Programa Bolsa Família; doadores sem CPF; doações de pessoas sem capacidade financeira; presença de cheque sem fundos; gastos eleitorais antes da abertura da conta de campanha; e quase mil omissões eleitorais, o que pode caracterizar caixa dois.
Fonte e Redação: Atual7

0 comentários