Zé Reis precisa sair da 'zona de conforto' e sentar com vereadores eleitos para definir presidência da Câmara e maioria legislativa. 


A cidade vizinha Aldeias Altas ainda vive a euforia da vitória do prefeito eleito Zé Reis que mostraram no dia 2 de outubro que queriam o HOME de volta ao trono municipal. Mas, é bom que os ânimos esfriarem, pois o momento agora é mais delicado do que se imagina.

Foram eleitos nos palanques do segundo colocado Kedson os seguintes vereadores: Marcos Amorim(o mais votado), Salete, Ribinha, e Juliana. No grupo do último colocado nas urnas Tinoco, os vereadores eleitos foram Zé Filho, Socorro Padeiro e os adversários ferrenhos Jeová e Boré.

O perigo mora justamente nessa atual conjuntura política aldeiense, afinal, Zé só conseguiu eleger apenas 3 vereadores, sendo eles: Alice, Jailson e Almeida Adilino. Esta situação não está sendo nada confortável para o prefeito eleito, mas parece que Zé Reis ou não está preocupado em ter a maioria na casa legislativa, ou está esperando os nobres edis se oferecerem para compor a base governista sem nenhum acordo a firmarem.

Se as eleições fossem hoje, o futuro gestor de Aldeias Altas perderia amargamente a presidência da Câmara. Fontes seguras informaram ao titular do blog que ZR teria hoje apenas 3 votos contra 5 da oposição e os 3 restantes estariam indecisos ou aguardando uma 'boa conversa' para bater o martelo.

Caso Zé Reis saia de sua zona de conforto pós vitória, a política de Aldeias Altas poderá voltar a esquentar os bastidores, e além de eleger o futuro presidente que estaria entre Alice, Almeida Adilino e Jailson pela situação, não deixaria nenhuma chance para seu arqui-rival Jeová, oposicionista esse que pode trazer muitas dores de cabeça para executivo aldeiense.



Abre o olho Zé...


Fonte e Redação: Jornalista de Política Análio Jr(MTE: 0001413/MA)