Ambos os lados 'dormem' com 12 votos garantidos e 'acordam' com apenas 7. 


Enquanto muitos pensam que a política caxiense esfriou após as eleições municipais, a batalha entre os clãns só está começando. O prefeito eleito Fábio Gentil(PRB) tem se movimentado como numa espécie de maratonista em busca de parcerias com ministros, deputados e senadores, já se prevenindo do que o espera em 2017 após sua posse, sem o devido apoio do Governo do Estado.

Sabendo disso, FG tem se articulado o tempo todo para não perder de vista nenhum dos eleitores edis, pois estes irão decidir o futuro do novo prefeito, e se o mesmo terá ou não a maioria na câmara, para se ter assim, uma governabilidade mais tranquila, e ver seus projetos e promessas sendo cumpridas.

Na queda de braço entre Humberto Coutinho e Fábio Gentil, a disputa pela presidência da Câmara de acordo com uma fonte segura, ficou entre Paulo Simão e Catulé. Na ala coutinhiana mais 4 vereadores estariam se auto intitulando pré-candidatos, sabendo eles que a disputa segundo o regulamento interno da casa é de apenas dois candidatos.

Os quatro pretensos à PC da ala de HC seriam Jerônimo, Edilson Martins, Tevi e Mário Assunção, que de acordo com especialistas no assunto, estes estariam fazendo o famoso 'Jogo de Cena'.

O certo mesmo, é que cada um usará as forças que obtiveram, Fábio poderá favorecer e muito os edis com a máquina municipal por 4 anos, para que os parlamentares possam dar as devidas assistências onde todos foram votados.

Já Humberto, tem a força do Estado nas mãos, que em virtude do atual cenário estadual e diante do governo federal, poderá limitar essas "regalias" para somente 2 anos, ou até mesmo de forma momentânea.

Se a eleição da presidência da Câmara fosse hoje, Fábio Gentil além de eleger seu presidente, estaria também definitivamente com a maioria na casa. Ainda de acordo com uma fonte, uma reunião teria sido decisiva na definição dos votos pré-antecipados ao cabeludo em troca de acordos. Votariam em Catulé os seguintes vereadores: Catulé, Gladston, Luis Carlos, Sargento Moisés, Magno Magalhães, Evilásio do Pan, Darlan, Gentil, Irmã Neuzir e Neto do Sindicato. Sendo que o cabeludo estaria com a perspectiva de ter na composição da mesa diretora, o edil Durval Jr, e outro nome que seria o elemento surpresa.

Concretizando essa conjectura, FG estaria com 11 votos contra 8 de HC. Vamos ao possível grupo fiel do Grandão a votarem em Paulo Simão: Thaís Coutinho, Aureamélia Soares, Ximenes, Paulo Simão, Edilson Martins, Tevi, Jerônimo e Mário Assunção.

Mas, há quem arrisque que a turma do "quem dar mais" poderá estar, entre os novatos Darlan, Evilásio e Gentil, fazendo HC quem sabe, mudar essa carta de baralho, de acordo com o 'naipe' de cada um.






Fonte e Redação: Jornalista de Política Análio Jr(MTE: 0001413/MA)