Entrevista coletiva com Renan Calheiros após a aprovação do teto de gastos. 

Após a aprovação da proposta de emenda à Constituição que estabelece limites para os gastos públicos (PEC 55/2016), o presidente do Senado, Renan Calheiros, disse que foi uma vitória do país. Segundo ele, há muito tempo o Brasil precisava de uma regra responsável como essa.
— A votação mostra que o Senado continua antenado com a sociedade e com país, entregando aos brasileiros uma regra para regulamentar o crescimento das despesas, o que é muito importante — avaliou.
Segundo ele, a aprovação da PEC não significa que o Brasil vá viver de ajuste fiscal para sempre, pois é preciso estimular a retomada do crescimento da economia.
Indagado sobre a diferença de votos favoráveis nas duas votações, Renan Calheiros minimizou:
— Fizemos hoje a votação em segundo turno, e sequer seria admitida emenda. A votação fundamental da PEC ocorreu no dia 29 de novembro, com a aprovação em primeiro turno — disse.
Em primeiro turno, a proposta foi aprovada por 61 a 14. Desta vez, o placar ficou em 53 a 16.
O presidente informou que a sessão solene para promulgação da emenda constitucional será às 9h da próxima quinta-feira (15).
Agência Senado