Deputados querem que Banco do Brasil esclareça fechamento de agências no Maranhão
Os deputados Bira do Pindaré (PSB), Fábio Braga (SD) e Rafael Leitoa (PDT) ocuparam a tribuna, na sessão desta segunda-feira (21), para manifestar sua preocupação com a notícia de que o Banco do Brasil pretende fechar mais diversas agências em todo o País.

O primeiro a abordar o assunto foi o deputado Bira do Pindaré, que se mostrou alarmado com a notícia de que o Banco do Brasil vai encerrar as atividades de quase 800 agências em todo o país, sendo que destas 402 agências serão totalmente fechadas e 379 vão ser transformadas em postos de atendimento.

“O Banco do Brasil é a maior instituição de serviços financeiros que atua no país e aqui no Estado do Maranhão”, afirmou Bira, frisando que o BB detém a conta do governo do Estado, da Assembleia Legislativa e da Prefeitura de São Luís. “É no Banco do Brasil que grande parte dos recursos públicos do Estado transitam. Portanto nós temos autoridade para chamar o Banco do Brasil e fazer uma discussão séria sobre essa situação, porque eles estão querendo reduzir o quadro de funcionários, quando na verdade a gente gostaria de ampliasse”.

Em seu discurso, Bira do Pindaré defendeu a proposta de realização de uma audiência pública na Assembleia Legislativa, para que o superintendente do Banco do Brasil no Estado preste esclarecimento sobre as agências que poderão ser fechadas no Maranhão. 
Os deputados Fábio Braga e Rafael Leitoa também manifestaram-se preocupados com o fechamento destas agências. “Não posso negar a minha preocupação com o fechamento, e transformação de agências em postos de atendimento, principalmente do Banco do Brasil onde estão os depósitos da maioria das Prefeituras do Estado do Maranhão. Essa é uma preocupação que trago dos comerciantes, dos aposentados, das pessoas assalariadas e acima de tudo de toda a comunidade do estado do Maranhão”, declarou Fábio Braga.

O deputado Rafael Leitoa, por sua vez, afirmou que cinco agências serão encerradas e outras serão transformadas em postos de atendimento no Maranhão.

“Eu não poderia deixar de colocar aqui também a nossa preocupação e o nosso repúdio, principalmente na região Leste do Estado onde duas agências serão transformadas em postos de atendimentos: a agência no município de Matões e agência no município de Parnarama. Faço o nosso apelo também para que se aprofunde essa discussão. Faço coro a todos os nossos colegas para dizer que estamos aqui na luta para que essas agências não fiquem fechadas; pelo contrário, agências outras deveriam ser criadas pelo interior do nosso Estado”, assinalou Rafael Leitoa.

Aurina Carneiro / Agência Assembleia