Jovem morre em acidente enquanto entregava convites do casamento em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Gabriele morreu no acidente e o novio, Hallan, ficou ferido (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Ela estava em moto com o noivo, que se feriu ao bater em outra moto, em GO.
Pai lamenta tragédia a um mês da cerimônia: 'Arrancou um pedaço de mim'.

Do G1 GO
Uma jovem de 18 anos morreu em um acidente de moto enquanto seguia com o noivo, da mesma idade, para entregar convites do casamento, em Jataí, região sudoeste de Goiás. Segundo a família, Gabriele dos Santos Pereira havia concluído o ensino médio e estava com os preparativos da cerimônia adiantados, que seria realizada no próximo dia 26 de novembro.
O noivo, Hallan Cândido Neves, se feriu e chegou a ser levado a um hospital. No entanto, já recebeu alta médica.
O acidente ocorreu no último sábado (22). O jovem contou aos parentes da noiva que perdeu o controle da direção após tentar desviar de outra moto que estaria em alta velocidade.
Pai de Gabriele, Rosalino Pereira diz que a família está desesperada com a morte da jovem. Religiosa, ela gostava de cantar e fazia parte do coral da igreja.
“Eu não sei por onde começar. Só sei que arrancou um pedaço de mim. Minha filha tinha 18 anos, ia casar agora e estava repartindo os convites de casamento. Isso dói. Não é fácil para o pai, não desejo isso para ninguém. Preferia quebrar minha perna um milhão de vezes do que ter que enterrar minha filha de 18 anos. Ela tinha sonhos e planos", desabafa.
Eu não sei por onde começar. Só sei que arrancou um pedaço de mim"
Rosalino Pereira, pai de Gabriele
Além da tristeza pela morte da filha, Pereira sofre com as consequências de um acidente que sofreu em abril deste ano. Ele bateu com a mesma moto em que Gabriele estava quando foi vitimada.
"[Quebrei] fêmur, tíbia, meu pé partiu no meio. Tive problemas gravíssimos, duas fraturas na mão. Estou até hoje, desde o dia 7 de abril, sem poder trabalhar e nem sei se vou poder voltar devido ao estado em que estou. Ainda vou ter que passar por outra cirurgia", conta.
Via perigosa
O acidente que matou Gabriele ocorreu na Avenida Castelo Branco, onde a velocidade permitida é de 40km/h. No entanto, o aposentado Joaquim Ribeiro, que mora no local há 30 anos, diz que é normal ver veículos acima da velocidade passarem por ali.
"Aqui é um perigo. Essa curva já matou gente. Eu me lembro, além dela, de outras duas mortes. Acho que se colocassem um quebra-molas poderia ajudar a resolver o problema", opina.
A Superintendência Municipal de Trânsito de Jataí informou que uma equipe vai fazer um levantamento técnico no local onde ocorreu o acidente para analisar o que pode ser feito para melhorar a segurança.
Jovem morre em acidente enquanto entregava convites do casamento em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Casal estava com casamento marcado para 26 de novembro (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
Fonte: G1