Bandidos destruíram ônibus na Avenida Ayrton Senna, no Tibiri (Foto: Aderson Amaral / TV Mirante)Bandidos destruíram ônibus na Avenida Ayrton Senna, no Tibiri (Foto: Aderson Amaral / TV Mirante)

Caso foi registrado na Vila Conceição, Coroadinho; veículo ficou destruído.
Veículos começaram a ser recolhidos por ordem do sindicato da categoria.

Do G1 MA
Dois ônibus do transporte coletivo foram incendiados na noite desta terça-feira (27), em São Luís. Um na Vila Conceição, no Coroadinho e outro na região do Tibiri. Os veículos foram totalmente destruídos pelas chamas. Houve ainda o registro de tentativa de ataque a outro coletivo no Bairro de Fátima.
O primeiro caso aconteceu no Bairro de Fátima, por volta das 19h30. Neste os bandidos não conseguiram incendiar o coletivo. Na Vila Conceição, ocorreu o segundo ataque, por volta das 20h. Segundo o Centro de Integrado de Operação de Segurança (Ciops), quatro homens participaram do ataque registrado no Coroadinho que resultou na destruição total do veículo.
Os bandidos estariam armados quando entraram no coletivo, anunciaram o assalto e mandaram o cobrador e o motorista descerem. Em seguida, atearam fogo no veículo.
O terceiro ataque foi registrado pelo Ciops no bairro do Tibiri, Zona Rural de São Luís. Desta vez, bandidos teriam trocado tiros com a polícia na Avenida Ayrton Senna. Eles estariam com armas longas (espingardas). Ninguém ficou ferido e nem foi preso.
Em nota enviada ao G1, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Transporte Rodoviário do Maranhão (Sttrema), Isaías Castelo Branco, disse que a ordem a partir de agora é recolher todas as frotas de ônibus que circulam em toda a região metropolitana da capital para evitar novos ataques nesta noite.
Ainda de acordo com o sindicato dos Rodoviários, os veículos voltam a circular normalmente no começo da manhã desta quarta-feira (28).
NOTA STTREMA
O Sindicato dos Rodoviários do Maranhão confirma que até o momento, os criminosos atearam fogo em dois ônibus na grande São Luís.

Um na área do Coroadinho e outro na região do Tibiri. Os veículos foram destruídos pelas chamas. Houve uma tentativa de ataque no Bairro de Fátima, mas essa foi frustrada. Felizmente, não há registro de feridos.
Diante desses episódios e como forma de preservar a integridade física de usuários e trabalhadores do sistema, além evitar maiores danos, o Presidente do Sindicato dos Rodoviários do Maranhão Isaias Castelo Branco, recomendou o recolhimento imediato dos coletivos as garagens. Os ônibus devem voltar a circular em São Luís no início da manhã desta quarta-feira.
Relembre
No último dia 12, bandidos incendiaram um coletivo que terminou com três pessoas feridas– entre elas a cobradora e o motorista do ônibus que fazia linha Caratatiuia / Praça Deodoro.
Em maio deste ano, uma série de ataques a ônibus em São Luís assustou a população. Ao todo, foram 14 ataques a ônibus realizados, onde seis foram totalmente destruídos.
A onda de violência na capital mobilizou até a Força Nacional, que veio a São Luís com o intuito de controlar a situação.Na época, 33 suspeitos foram presos ou apreendidos. Destes, de acordo com a SSP-MA, 12 são ligados a organizações criminosas; duas mulheres; e dois adolescentes que foram apreendidos.
G1 entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública que destacou não houve vítimas em nenhuma das ações criminosas registradas nesta noite. Quatro pessoas foram presas com drogas e um galão vazio, no bairro Liberdade. Elas estão sendo autuados em flagrante na SEIC.Confira abaixo a nota na íntegra:
NOTA
A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP), por meio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), confirma os incêndios a ônibus nos bairros Coroadinho e Tibiri, além da tentativa frustrada no Bairro de Fátima. A SSP ressalta que não houve vítimas e que a Polícia já está nos locais realizando a perícia.

A Polícia Civil já prendeu quatro suspeitos com drogas e um galão vazio, no bairro Liberdade, que estão sendo autuados em flagrante na SEIC. A SSP destaca, ainda, que as Forças de Segurança Pública permanecerão com atuações estratégicas de policiamento ostensivo e preventivo a fim de frustrar a atuação criminosa e assegurar que todos os suspeitos sejam presos e punidos no rigor na lei.

A Secretaria informa que as Polícias Civil e Militar estão mobilizadas e nas ruas e orienta que os cidadãos não espalhem mensagens falsas, originadas de boatos de redes sociais e/ou similares. Ressalta, ainda, que informações que ajudem a polícia no combate ao crime podem ser repassadas por meio do número do aplicativo Whatsapp (98) 9.9163.4899 e pelo aplicativo “Byzu”, compatível com todos os sistemas operacionais.
Fonte: G1 Ma