Além de espalhar o lixo pelas ruas, os animais pastam em áreas perigosas.
CCZ disse que a responsabilidade é da Secretaria de Limpeza.

Do G1 MA

No município de Caxias, a 360 km de São Luís, o gado que pasta pelo centro da cidade a noite vem causando transtornos tanto para os moradores como para os motoristas e motociclistas. Segundo a população, é normal encontrar os animais soltos revirando lixo e andando no meio das vias, como nas ruas e avenidas, além da linha férrea.

A dona de casa Socorro Alberto conta que além dos bichos se alimentarem dos lixos em , eles acabam defecando nos terraços da vizinhança. “Fazem defecação no terraço da gente. Eu tive que levantar às 4h da manhã para limpar porque tem um moço que trabalha aqui e vem de Teresina vender verduras aqui na porta, e eu tive que limpar o terraço para ele colocar a mercadoria“, contou.

Quando não estão atrás de lixo, os animais acabam pastando  no meio das linhas por onde passam os trens, no centro da cidade. O maquinista precisa buzinar para os bichos saírem do meio da linha férrea. “Passa os gados correndo e as crianças correm o risco de sair nas portas e, o gado atropelar as crianças”, disse o mecânico, Luiz Carlos Silva.

Na Avenida Santos Dumont mais um boi estava ao lado da estrada do trem, uma situação que incomoda e oferece perigo a todo mundo. Segundo o técnico em enfermagem Domingos Eduardo é normal encontrar esses animais soltos na região.

"Todos os dias, por volta das 17h começa a chegar uma boiada de uns 20 a 30 cabeças de gado. Eles ficam aqui, espalhando o lixo, atrapalhando o trânsito e há risco de acontecer acidentes. Mais tarde, às 11h da noite é que a aglomeração deles é maior. O risco aumenta porque vêm os motoqueiros em alta velocidade e há o risco de provocar acidente”, revelou o técnico em enfermagem.

A população reclama, pois a colisão com um desses animais pode provocar um sério acidente. É o que afirma o pedreiro Manoel Nascimento Sousa. “Aí, o bicho está solto e é perigoso, pois a gente pode bater de frente com esses animais. Eu nunca bati, mas já andei correndo riscos”, afirmou.

Por meio de nota, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), no município de Caxias, informou que cabe à Secretaria de Limpeza da região recolher os animais soltos nas ruas, e que o centro apenas abriga os animais.

Fonte: G1 Ma